Ex-jogador de futebol é preso por suspeita de assassinar colega de time, nos EUA

·1 minuto de leitura

O ex-jogador de futebol americano, Rashaun Jones, de 35 anos, foi preso nesta sexta-feira por suspeita de ter assassinado seu colega de time, Bryan Pata. O crime ocorreu há 15 anos, quando ambos jogavam na equipe do Miami Hurricanes.

Detetives de homicídios do Departamento de Polícia de Miami prenderam Jones na casa dele, no condado de Marion, também na Flórida. Ele será extraditado para o Miami-Dade para aguardar o julgamento.

Leia também:

 Pata foi assassinado a tiros na noite de 7 de novembro de 2006, em seu apartamento, após voltar de um treino. O crime estava sem solução até esta semana. 

A investigação do crime foi desarquivada depois que a ESPN fez uma investigação jornalística. O canal de televisão descobriu que Pata e Jones tinham brigado várias vezes. O motivo: a vítima estava saindo com a ex-namorada de Jones.

 O suspeito chegou a participar de uma homenagem a Pata quando sua equipe voltou ao campo, após o assassinato. Usuários das redes sociais destacaram que Jones foi o único jogador que não fechou os olhos em oração em uma foto. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos