Ex-Malhação, Bernardo Barreto investe em carreira nos EUA e se diz aberto a convites no Brasil

Leonardo Ribeiro
1 / 3

Bernardo Barreto antes e depois malhação.jpg

Bernardo Barreto está sorrindo à toa ao ver "Meus dias de rock", série que protagonizou, roteirizou e dirigiu em 2014, entrar no catálogo do Globoplay com cara de estreia.

— Estou muito feliz. É uma série que fiz com muito carinho e dedicação. Rever um trabalho seis anos depois é um sentimento dividido de "tanta coisa que faria diferente", como "putz, eu sou muito louco de ter feito tudo isso". Porque só quem estava dentro do projeto sabe das dificuldades de fazer tantas funções. Paguei um preço alto... Mas, vivendo e aprendendo. Estou muito grato — vibra Bernardo, de 40 anos.

 

A série foi exibida, inicialmente, pelo Canal Brasil e foi o último trabalho do ator na TV brasileira em frente as câmeras. Atualmente, morando em Nova York, nos Estados Unidos, este carioca acaba vendo pontos em comum da sua trajetória profissional com as dificuldades vividas pelo seu personagem Lucas, vocalista da banda de rock Coelho Branco, na busca pelo sucesso.

— Tudo que escrevo, em parte, é um depoimento. A história da série é diferente, mas tem muitos pontos em comum. Enfrento dificuldades diariamente na profissão. Acabei de filmar um longa como ator em Nova York. É um projeto que demorou mais de quatro anos de luta para ser concretizado. É muita solidão, muita luta, mas esta profissão é um vício. São muitos altos e baixos até chegar às filmagens. Aí é que vem a parte gostosa — explica esse canceriano, de 6 de julho.

 

 

Apesar das dificuldades profissionais, Bernardo destaca o crescimento profissional por se ver envolvido em diferentes projetos. Talvez, por isso, o ator, alçado a fama após ser protagonista de "Malhação", em 2006, diz não sentir falta de fazer novelas.

— É um desafio enorme recomeçar uma carreira, ainda mais na cidade mais competitiva do mundo, nesse país maluco e sendo um imigrante na era Trump (presidente dos Estados Unidos), mas tenho uma sensação maior de liberdade, aqui estão as melhores escolas de atuação do mundo, estou aproveitando muito. E novelas não estão nos meus planos agora. Mas adoraria fazer uma série. Tenho visto muita coisa legal e estou bem aberto a convites.