Ex-ministro do Afeganistão trabalha como entregador de comida na Alemanha

·2 minuto de leitura
Sayed Sadaat, former communications minister in Afghanistan, poses for a photo in Leipzig, eastern Germany on August 29, 2021. - Sadaat, minister in Afghanistan from 2016 to 2018, quit, fed up with the corruption. Now in Germany, he is making a living delivering meals as a bicycle courier. - TO GO WITH AFP STORY by Hui Min NEO (Photo by JENS SCHLUETER / AFP) / TO GO WITH AFP STORY by Hui Min NEO (Photo by JENS SCHLUETER/AFP via Getty Images)
Sayed Sadaat, ex-ministro das Comunicações do Afeganistão, pedala cerca de 1.200 quilômetros por mês fazendo entregas em Leipzig, na Alemanha, onde vive atualmente (Foto: JENS SCHLUETER/AFP via Getty Images)
  • Ex-ministro das Comunicações do Afeganistão trabalha como entregador em Leipzig, na Alemanha

  • Sayed Sadaat ocupou o cargo entre 2016 e 2018 e deixou o Afeganistão em 2020, quando sentiu a situação da segurança piorar

  • Sadaat pedala cerca de 1.200 quilômetros por mês fazendo entregas de comida à domicílio

Sayed Sadaat, de 50 anos, foi ministro do governo no Afeganistão entre os anos de 2016 e 2018. Em 2020, meses antes de o Talibã tomar o poder, ele decidiu deixar o país. Agora, ele vive na cidade de Leipzig, na Alemanha, onde trabalha como entregador de comida em domicílio.

Em entrevista à agência France Press, Sadaat disse que não se envergonha do trabalho que tem hoje. “Não tem por que ter vergonha. É um trabalho como outro qualquer. Se há emprego, é porque há uma determinada demanda e que alguém deve se encarregar de satisfazê-la”, disse à AFP.

Leia também:

O ex-ministro contou que trabalha durante seis hora de segunda a sexta-feira, enquanto aos finais de semana, ele começa às 12h e vai até 22h. Atualmente, ele ganha 15 euros por hora e diz que os valores são suficientes para bancar as necessidades que têm na Alemanha. Por mês, ele pedala cerca de 1.200 quilômetros fazendo as entregas.

Sayed Sadaat deixou Cabul meses antes de o Talibã retomar o poder. Entre 2016 e 2018, ele ocupou o posto de ministro das Comunicações. À AFP, ele contou que estava cansado da corrupção dentro do governo federal e, por isso, deixou o posto no ministério. Ele passou a trabalhar como consultor na área de telecomunicações.

Sayed Sadaat, former communications minister in Afghanistan, gives an AFP interview in Leipzig, eastern Germany on August 29, 2021. - Sadaat, minister in Afghanistan from 2016 to 2018, quit, fed up with the corruption. Now in Germany, he is making a living delivering meals as a bicycle courier. - TO GO WITH AFP STORY by Hui Min NEO (Photo by JENS SCHLUETER / AFP) / TO GO WITH AFP STORY by Hui Min NEO (Photo by JENS SCHLUETER/AFP via Getty Images)
Em entrevista à agência France Press, Sadaat contou que pretende mudar de emprego quando dominar o alemão (Foto: JENS SCHLUETER/AFP via Getty Images)

Foi em 2020, sentindo que a questão da segurança ficava mais precária, que ele deixou o Afeganistão. “Então, decidi ir embora”, contou à agência France Press.

Uma das dificuldades de Sayed Sadaat é a língua. Ele tem nacionalidade britânica, além de afegã, mas preferiu se instalar na Alemanha. No entanto, sem saber alemão, tem dificuldades de aprender a língua.

O trabalho como entregados é, segundo Sadaat, “por um período limitado”, até que ele encontre outro emprego. Com a mudança da situação no Afeganistão, ele acredita que pode ser útil na Alemanha: “Posso aconselhar o governo alemão e tentar fazer com que o povo afegão tire proveito disso, porque posso dar a eles uma imagem realista do terreno”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos