Ex-mulher e filho são suspeitos de mandar matar empresário por herança

·1 minuto de leitura
O empresário Gilberto de Oliveira Couto, de 46 anos, foi assassinado no município de Guarantã do Norte (MT)
O empresário Gilberto de Oliveira Couto, de 46 anos, foi assassinado no município de Guarantã do Norte (MT)
  • Três pessoas foram presas por envolvimento no assassinato de um empresário em Mato Grosso

  • Segundo a polícia, o crime teria sido motivado por uma briga pela herança da família

  • A ex-mulher do empresário, o atual namorado dela e o filho da vítima foram detidos pela Polícia Civil

A Polícia Civil do Mato Grosso prendeu três pessoas suspeitas de envolvimento no homicídio contra o empresário Gilberto de Oliveira Couto, de 46 anos, no município de Guarantã do Norte. Segundo as investigações, o crime foi motivado por questões patrimoniais relacionadas à herança na família.

De acordo com informações do portal G1, foram presos na última sexta-feira (28) a ex-mulher do empresário, o atual namorado dela e o filho da vítima.

Leia também

A operação realizada pela Delegacia de Polícia de Guarantã do Norte cumpriu cinco ordens judiciais, sendo três mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão domiciliar, decretados contra os suspeitos apontados como mandantes do crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe.

Na manhã de terça-feira, o empresário foi baleado com quatro tiros na cabeça e nas costas na frente de sua residência. O corpo da vítima estava a aproximadamente quatro metros da motocicleta dele.

Durante as investigações, várias testemunhas foram ouvidas e todas apresentaram as mesmas versões, identificando os suspeitos como mandantes do crime.

Com base nas informações, o delegado da Delegacia de Guarantã do Norte, Victor Hugo Caetano de Freitas, pediu a prisão temporária dos suspeitos, que foi aceita pela Justiça e cumprido nesta sexta-feira.

As investigações continuam para encontrar os executores do assassinato.