Ex-namorada de Darlan Cunha acusa ator de agressão: 'Sim, ele bate em mulher e bateu em mim'

·2 minuto de leitura

Ex- namorada do ator Darlan Cunha, Aryane Corrêa acusou o artista de agressão. A jovem fez um longo relato nas redes sociais relatando situações abusivas as quais, segundo ela, foi submetida. Entre idas e vindas, Darlan e Aryane tiveram um relacionamento que durou cerca de dois anos. Num dos trechos dos desabafo, ela foi taxativa: "Sim, ele bate em mulher e bateu em mim."

" Quero que todas as mulheres leiam e tenham certeza que, por mais difícil que seja, você consegue, sim, sair de um relacionamento abusivo . Tive um relacionamento entre idas e vindas ao todo 2 anos com ele , mas durante um ano sofri abuso psicológicos e físicos. Sim, ele bate em mulher e bateu em mim. Quando tive forças para fazer uma ocorrência, descobri que tinham mais 4 lá", diz ela sobre o ator, famoso por interpretar o personagem Laranjinha, que acrescenta:

"Ele já me bateu até desmaiar, já me bateu até eu me urinar, e em uma das nossas brigas ele disse 'não me irrite se não faço você se mijar de novo'. Vivi momentos que pareciam estar em um conto de fadas , mas quando descobri a primeira traição comecei a viver um inferno . Todas as brigas era sempre eu a culpada . 'eu te amo, mas você me estressa', 'você me faz perder o controle', desabafa a jovem.

Nas redes sociais, Aryane publicou fotos de hematomas em seu corpo, medicamentos para a recuperação, além de parte de uma imagem que mostra parte do documento do registro da ocorrência na polícia.

"Não , ele não está com ciúme da sua foto de biquíni. Não, ele não está estressado. Não , ele não está nervoso. Ele nunca me amou, nunca me admirou", afirma a ex-namorada do ator, que encoraja a pessoas que passaram por situação semelhante não ficarem caladas:

"Não ache normal ele te chamar de puta ou de vagabunda porque não é normal. Hoje, eu me sinto liberta, feliz , sinto como se tivesse superado tudo isso, mas ainda preciso me recuperar dos danos psicológicos", continua jovem, que diz ter refletido bastante antes de tornar o caso público.

No desabafo, ela conclui dizendo que não normal que "ele grite" ou "mande apagar fotos" na rede social:" Desejo força a todas a mulheres que passam por isso . Sair de um relacionamento abusivo é muito difícil , mas não é impossível".