Ex que acusou Nego do Borel de tentar enforcá-la com carregador de celular, relata outra agressão: 'Deu um soco na minha costela'

·3 minuto de leitura

Ex-namorada de Nego do Borel e também assessora de imprensa do artista, durante o início de sua carreira, Swellen Sauer usou as redes sociais para relatar um episódio de agressão envolvendo o cantor. Ela alega que, em uma ocasião, Nego teria desferido um soco em "sua costela" numa boate, à época em que namoravam. Há alguns anos, ela já havia afirmado que o artista teria tentado "enforcá-la" com um carregador de celular.

"Passei por situações constrangedoras! Uma vez ele deu um soco na minha costela dentro de uma boate na Barra da Tijuca, onde eu tinha ido para uma gravação do clipe do Mc Tikão, que eu também assessorava", diz ela, num trecho do texto publicado em sua conta nas redes sociais.

A história veio à tona em meio à polêmica envolvendo Nego e Duda Reis, ex-noiva do artista, que registrou um boletim de ocorrência na polícia de São Paulo, acusando-o de lesão corporal, estupro de vulnerável, ameaça e injúria. Na última sexta-feira, a Justiça concedeu o pedido de medidas protetivas à Duda contra o cantor.

Assim como Duda relatou recentemente, a ex-assessora do cantor também o acusou de tê-la traído no período em que ficaram juntos. Reitera, porém, que se sentia "dependente" do relacionamento, à época:

"Me sentia dependente daquela relação por muitos motivos. Eu amava a família dele, meus pais moravam em outra cidade e eu me sentia acolhida no lar dele. Subia o morro feliz! Passei por tudo o que todas passaram, mas sem o glamour que elas usufruíram. Desde o dia em que aceitei namorar com ele, no dia da morte do MC Daleste, eu já sabia como seria o final", critica ela, que complementa:

"Ele sempre foi muito egoísta, usava as pessoas. Todas! Mas eu minimizava tudo! Tratava mal a mãe, produtores, dj, empresário e, claro, a mim! Por incrível que pareça, acho que eu era a menos esculachada dessas pessoas que citei. Que triste!"

Swellen fala ainda de episódios como quando ele criticava sua aparência ou outra situação em que precisou assumir o volante numa via da Barra da Tijuca porque, segundo ela, ele guiava o veículo na ocasião sem ter carteira de habilitação."Ele quebrava coisas quando ficava nervoso. Isso não era só comigo, mas com a mãe também. Quando terminamos, ele me ligava para falar mal da amante que tinha virado oficial. Ele fez a versão de 'Que saudade da minha ex' para 'Que se fod# minha ex', e a amante debochava muito da minha cara".

Atualmente, a assessora, que, em 2015 lançou o livro "Nasci para ser traída", onde narra os episódios do relacionamento com Nego, diz que fala com o cantor. Ambos têm uma relação de respeito. Diferente do passado, quando diz ter precisado fazer uso de medicamento para dormir. Swellen termina o desabafo pedindo que Nego se desculpe:

"Leno, peça desculpas! Comece pela sua mãe, tia, avó...depois pela Alana, por mim, a amante, Julia e, por último, a essa menina que você conheceu tão novinha, mas que, como muitas de nós, precisou aprender cedo que a vida não é um morango com mel. Eu te respeito! Não desejo mal, como nunca desejei, e isso só é possível porque sou muito evoluída e muito forte. Procure um terapeuta, se isole, busque sua verdade. Volte a produzir música. Agora sem a pressa e o desespero pela fama."