Ex de Nego do Borel desabafa após cantor ser indiciado por agressão: 'Ele precisa pagar de alguma forma'

·9 minuto de leitura

"Ele precisa pagar de alguma forma". É o que diz a assessora de imprensa Swellen Sauer sobre o cantor Nego do Borel ter sido indiciado pelo crime de lesão corporal no âmbito da violência doméstica praticado contra ela em 2013.

Conforme o EXTRA informou nesta quarta-feira, a delegada Giselle do Espírito Santo, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, conclui ontem as investigações iniciadas com base nas declarações que Swellen fez em janeiro deste ano, afirmando que foi agredida com soco na costela e também que o cantor tentou enforcá-la com um carregador de celular, ambas situações ocorridas em 2013, quando eles namoravam. A polícia concluiu que a jovem foi agredida, e o caso foi enviado ao Ministério Público.

"Ainda não posso dizer que estou aliviada, porque ser indiciado não quer dizer nada, até porque, é a minha palavra e a palavra de uma testemunha contra a dele, que insiste em negar, mesmo não sendo só uma ex-namorada dito que foi agredida e que ele tem esse comportamento agressivo", disse Swellen ao EXTRA.

"Não desejo que ele seja preso, que eu acho que é a ponta dessa história. Mas, não vou mentir, que embora a denúncia não tenha partido de mim, tenha sido do Ministério Público, ele, de forma justa, precisa pagar de alguma forma. Como vai ser isso, aí eu não sou juíza para decidir. Que a Justiça entenda como ele tem que pagar por esse dano psicológico que ele causou não só a mim, mas a todas as outras meninas que falaram que sofreram a mesma coisa que eu sofri", afirma.

Ela diz que entrou nesse caso para "corroborar e credibilizar as falas" de Duda Reis, que também acusou Nego do Borel de agressão.

"Porque, a princípio as pessoas não estavam acreditando muito nela, porque ela podia estar com raiva por ter terminado uma relação de traição. E como o meu caso tinha passado muito tempo, essa raiva não existia e não existe. É claro que fica uma mágoa, que eu achei que já tivesse sido curada. Aí você ver por uma ou outra entrevista minha de vídeo que eu acabo me emocionando. Eu já entendi e aceitei isso: que vai ser uma dor, uma cicatriz eterna e que eu vou sempre lembrar todas as vezes que tocarem nesse assunto".

O cantor nega as acusações e questiona a inexistência de boletins de ocorrência feitos na época em que Swellen afirma que as agressões ocorreram.

“O cantor Nego do Borel, através de sua assessoria jurídica, comunica que está aguardando o Ministério Público se manifestar sobre o inquérito, que vem sendo noticiado na mídia ao logo dessa quarta-feira (21/7). Porém, informamos que nós recebemos este indiciamento com tranquilidade e que confiamos plenamente na sua inocência e consequentemente na Justiça”, informou a assessoria do funkeiro.

'Tentou me enforcar com carregador de celular'

Em julho de 2015, a assessora de imprensa Swellen Sauer, que namorou Nego por cerca de dois anos, relatou ao EXTRA que eram constantes as brigas entre o casal, motivadas pelo ciúme da parte do funkeiro e narrou uma briga série que eles tiveram, em que o cantor teria tentando enforcá-la com um carregadior de celular.

“Ele não gostou porque eu encontrei um outro MC com quem havia trabalhado e tentou me enforcar com o carregador do celular. Não foi nada grave, mas ficava com medo”, minimizou ela, que descartou denunciá-lo à polícia. “Na época, eu era assessora de imprensa dele e tinha que preservar a sua imagem. De vez em quando o clima esquentava, então eu fechava os olhos, fazia uma oração e tirava o time de campo”.

Swellen recordou, na ocasião, que apesar de trabalhar com o cantor não acompanhava com frequência seus shows, e que recebia frequentemente ligações e mensagens de amigos avisando que ele estava de mãos dadas com outra mulher. Segundo ela, uma dessas era Crislaine Gonçalves, que veio a namorar Nego posteriormente. “Ele sempre me traiu, mas chegou um momento que não suportei mais”, lamentou. “Ele é um menino que cresceu muito rápido. Tinha 20 e poucos anos, grana e muita mulher em cima”, disse ela na época.

Swellen também lançou, em maio de 2016, o livro "Nasci para ser traída", que narra a relação conturbada com Nego do Borel.

.

Veja o desabafo de Swellen na íntegra:

"Sororidade tá na moda. QUE BOM! MAS como TUDO nessa vida hipócrita, é seletiva!Nem tudo vale pra todo mundo. Porém, minha parte sempre farei.Meu ex e eu terminamos há muitos anos. Fui traída muitas vezes por um cpf que ajudei a construir o CNPJ. As fãs me avisavam, eu pegava e elas, as amantes,esfregavam na minha cara. Eu me sentia dependente daquela relação por muitos motivos. Eu amava a família dele, meus pais moravam em outra cidade e eu me sentia acolhida no lar dele.Subia o morro feliz! Passei por tudo o que todas passaram, mas sem o glamour que elas usufruiram. Desde o dia que aceitei namorar com ele, no dia da morte do Mc Daleste, eu ja sabia como seria o final.

Ele sempre foi muito egoísta. Muito! Ele usava as pessoas. Todas! Mas eu minimizava tudo!Tratava mãe mal, produtores mal, dj, empresário e claro à mim! Por incrível que pareça, eu acho que eu era a menos esculachada dessas pessoas que citei. Que triste!Passei por situações constrangedoras! Uma vez ele deu um soco na minha costela dentro de uma boate na barra da Tijuca onde eu tinha ido para uma gravação do clipe do Mc tikao, que eu também assessorava.O primeiro programa de TV de expressão nacional que ele fez foi a Xuxa. Me lembro como fosse hj, eu estava passeando pelo projac com minha comadre quando vi o diretor do programa, que me chamou para um papo e eu aproveitei pra vender meu "artista".

Eu vivi a carreira dele!O primeiro DVD dele, na i9, em Sg, eu produzi e dirigi praticamente sozinha e recém operada. Eu subia o Borel com dreno no peito. E uma vez ele me deu carona até a barra e tive que pular correndo pro volante pq ele nao tinha carteira e tinha uma blitz em frente ao Downtown. Nem obrigado ouvi.Ele criticava meu corpo quando eu levantava da cama pra ir ao banheiro. "Olha a bunda dela!"Ele quebrava coisas quando ficava nervoso.Isso não era só comigo. Era com a mãe também.Quando terminamos. Ele me ligava pra falar mal da amante que tinha virado oficial. Ele fez a versão de " Que saudade da minha ex" pra " Que se foda minha ex" e a amante debochava muito da minha cara.Eu passei alguns anos resolvendo TUDO da vida dele. Comprando sonhos e fazendo eles virarem realidade. E isso me preenchia muito.

Ele me chamava de maluca por tudo! Depois daquela relação eu NUNCA mais permiti que ninguém falasse nem brincando que sou maluca. Sou sã. Mas naquela época ele me deixou literalmente doente. Usei número 14 anos de criança e comecei a tomar rivotril pra conseguir dormir.Como eu era dependente daquele afeto? Não sei! Mas talvez pelo mesmo motivo que fez com que todas, menos a amante que debochou de mim, ficassem nessa relação.Hoje, eu falo com ele. O trato com respeito e educação. Não to fazendo esse post de " vingança ". Ele sabe e quem me conhece sabe que NUNCA fiz nada pra prejudicar ele. Eu só e apenas falei da MINHA vida e das MINHAS EXPERIÊNCIAS. Se fosse pra prejudicar elas e eu, teríamos como. E ele sabe.

Tem 3 dias mandei uma msg pra ele dizendo o quanto minha filha gosta dele. Ele foi educado, querido, gentil.Ele é quando quer. Por isso, volto a repetir, esse post não é pra difamá-lo. Se eu nao o atacava enquanto a ferida doía pq.eu faria isso agora? Não tenho pretensões artísticas como as meninas. Não preciso e nem quero audiência. Mas quem me acompanha,.antes dele, sabe do meu gosto pelo " diário virtual".

Toda vez que rolam essas confusões e me procuram, me mostram, eu fico pelo menos 24h deixando a poeira baixar e dizendo que não quero mais falar sobre. Porém, ontem de madrugada, chorei junto com a menina. Assistindo ela falar. Doeu. Senti a dor dela. Que já não é mais a minha. Mas faz parte da minha história. Infelizmente.Eu sei que ela tem infinitamente mais voz que eu. Mas eu tenho 16 anos a mais. Eu poderia ser mãe dela, se eu tivesse coragem de ter um filho jovem. Então, senti mesmo. Doeu msm. Ainda mais sabendo que corroboro/ ratifico tudo.

SORORIDADE e SOLIDARIEDADE estão na "moda", mas sempre fizeram parte da minha conduta ereta.Sendo assim, Duda, querida, todo meu respeito por tudo que vc passou e tem passado. Eu entendo cada palavra, cada dor, cada lágrima. Vivi isso com ele e acompanhei um pouco pela Internet vcs. Sempre fui a errada. Vivi com ele uma outra época. Ajudei tanto e acreditei tanto quanto vc.Não tenho mais raiva e mágoa. Passou!E vai passar pra vc tb.Todo meu respeito e solidariedade.Coloca pra fora! Vai passar!Me doeu te ver chorar.Fica bem!Conta comigo! Conta c sua família! Conta com Deus! Conta com as mulheres que passaram por isso e com as que vc tá ajudando com essa exposição horrível. Um abraço carinhoso, com respeito, Sw.

Leno, pede desculpas! Começa pela sua mãe, tia, avó...depois pela Alana, por mim, a amante, julia e por último, a essa menina que vc conheceu tão novinha, mas que como muitas de nós, precisou aprender cedo que a vida não é um morango com mel. Eu te respeito! Não desejo mal, como nunca desejei e isso só é possível pq sou muito evoluída e muito forte. Procura um terapeuta, se isola, busca sua verdade.Volta a produzir música. Agora sem a pressa , o desespero pela fama. Olha o que ela te trouxe? Maximizou os problemas que sempre existiram em vc.Seja grato ao Tom pelos iogurtes, a sua tia Renata por pedir pra vc cantar nos bailes tão novinho, ao Bonde das maravilhas, ao Pelé, ao Dudu Traineiras , a Adriana, ao Nino e tantas outras pessoas que te ajudaram.De coração, NADA nesse texto é pra chutar cachorro morto. Ao contrário!Estimo consciência, sabedoria e tratamento.Com carinho, Sw"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos