Ex-premier socialista anuncia voto em candidato de centro na França

(Arquivo) O ex-primeiro-ministro socialista Manuel Valls

O ex-primeiro-ministro socialista Manuel Valls anunciou nesta quarta-feira que votará no candidato de centro Emmanuel Macron na eleição presidencial francesa, ante o risco de vitória da extrema direita, dando as costas ao candidato de seu partido.

"Votarei em Emmanuel Macron porque acredito que não se deve correr nenhum risco quando trata-se da República", afirmou Valls ao canal BFMTV,

As pesquisas apontam uma disputa entre Macron e a candidata da extrema-direita Marine Le Pen no segundo turno da eleição presidencial em 7 de maio. O primeiro turno acontecerá no dia 23 de abril.

Valls, que foi primeiro-ministro do presidente François Hollande entre 2014 e 2016, justificou sua decisão pela "crise da esquerda e a marginalização de nosso candidato", Benoît Hamon, e pelo "afundamento moral da candidatura de François Fillon", o aspirante da direita perseguido por escândalos judiciais.

O respaldo de Valls é uma faca de dois gumes para Macron, de 39 anos, que abandonou o impopular governo socialista de Valls para formar seu próprio movimento político que, afirma o candidato, "não é nem de direita nem de esquerda".

Macron, que foi ministro da Economia do governo de Valls, "agradeceu" ao ex-primeiro-ministro por seu apoio, mas afirmou que tem por objetivo "renovar os rostos" na política francesa.