Ex-presidente Bolsonaro recebe apoiadores nos EUA, faz piada e evita política

ORLANDO, EUA, 01.01.2023 - BOLSONARO-APOIADORES-EUA - O ex-presidente Jair Bolsonaro recebe apoiadores em condomínio na região de Orlando, nos Estados Unidos, neste domingo (1º). (Foto: Thiago Amâncio/Folhapress)
ORLANDO, EUA, 01.01.2023 - BOLSONARO-APOIADORES-EUA - O ex-presidente Jair Bolsonaro recebe apoiadores em condomínio na região de Orlando, nos Estados Unidos, neste domingo (1º). (Foto: Thiago Amâncio/Folhapress)

KISSIMMEE, EUA (FOLHAPRESS) - Nas primeiras horas após deixar o cargo, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu apoiadores e deu autógrafos aos partidários que foram vê-lo no condomínio em que se hospedou na região de Orlando, na Flórida, sudeste dos Estados Unidos.

Bolsonaro saiu do Brasil na sexta (30) e, rompendo uma tradição democrática, não passará a faixa para Lula (PT), que toma posse na Presidência neste domingo (1º).

Centenas de brasileiros visitaram o condomínio desde que Bolsonaro chegou ao local, na noite de sexta, onde a restrição de acesso é pequena e não há barreiras de segurança.

Agentes do serviço secreto americano cercam a casa em que Bolsonaro está hospedado, do ex-lutador de MMA José Aldo, a poucos minutos dos parques da Disney. Há também duas viaturas da polícia local, e uma tela foi colocada na área de lazer dos fundos da casa impedindo a vista da área da piscina.

O trânsito de brasileiros para ver o agora ex-presidente é intenso desde sábado e se ouve mais português do que inglês nas ruas do condomínio.

Pela manhã, apoiadores tentaram entregar cestas de café da manhã ao ex-mandatário, que foram recusadas por assessores de Bolsonaro alegando medidas de segurança.

Por volta das 9h deste domingo, partidários começaram a se juntar na calçada em frente à casa, e às 9h55 do horário local Bolsonaro saiu à porta. Bem humorado, fez piada com a quantidade de autógrafos que estava dando e tirou fotos individuais com seus eleitores, sem fazer comentários políticos.

Depois, deu uma volta por alguns quarteirões do condomínio com os seguranças, sem que os apoiadores pudessem acompanhar. Nem a ex-primeira-dama Michelle nem os filhos de Bolsonaro apareceram no local para falar com os apoiadores.

Segundo um assessor, o ex-presidente passou a virada do ano em casa, com a família, após receber partidários em vários momentos do sábado até por volta das 19h.

Havia a expectativa de que ele fosse a Mar-a-Lago, resort do ex-presidente americano Donald Trump em Palm Beach, a 280 quilômetros de distância, mas o ex-mandatário acabou ficando em casa.

Apoiadores viajaram de diferentes partes dos EUA para ver Bolsonaro. Um manifestante relatou que viajou 24 horas desde Cape Cod, em Massachussetts, no nordeste do país.

A presença de um ex-chefe de Estado brasileiro na cidade, que gira em torno dos parques da Disney, espantou americanos, que fizeram comentários bem humorados sobre a escolha de Bolsonaro para passar a virada.