Ex-presidente da Argentina Carlos Menem morre aos 90 anos

·1 minuto de leitura

BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-presidente argentino Carlos Menem morreu no domingo, aos 90 anos, depois de sofrer vários problemas de saúde, informou a mídia do país.

O político e advogado de centro-esquerda, atual senador pelo partido no poder como representante da província ocidental de La Rioja, foi presidente da Argentina entre 1989 e 1999.

Nenhum membro da família confirmou sua morte.

O sucesso momentâneo de seu plano econômico, que implicava uma forte redução do Estado e a conversibilidade do peso um por um com o dólar, rendeu-lhe nos primeiros anos de governo grande popularidade entre os argentinos, cansados de uma hiperinflação que o corroia em seus bolsos e isso afetou sua vida diária.

(Reportagem de Jorge Otaola)