Ex-presidente do Irã, Bani-Sadr morre em Paris

·1 minuto de leitura

PARIS (Reuters) - Abolhassan Bani-Sadr, que se tornou o primeiro presidente do Irã após a revolução islâmica de 1979 antes de se exilar na França, morreu neste sábado aos 88 anos.

Ele morreu no hospital Pitie-Salpetriere, em Paris, após longo tempo doente, disseram sua esposa e filhos no site oficial de Bani-Sadr.

Bani-Sadr saiu da obscuridade para se tornar o primeiro presidente do Irã em fevereiro de 1980, com a ajuda do clero islâmico. Mas depois de uma disputa pelo poder com clérigos radicais, ele fugiu no ano seguinte para a França, onde passou o resto da vida.

Ao anunciar a morte, sua família afirmou em seu site que Bani-Sadr havia "defendido a liberdade contra a nova tirania e opressão em nome da religião".

(Reportagem de Michaela Cabrera e Redação de Dubai)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos