Ex-presidente republicano Bush comparecerá à posse de Biden nos EUA

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush anunciou nesta terça-feira (5) que comparecerá à posse de Joe Biden no próximo dia 20. "O presidente e a sra. [Laura] Bush estão contentes em retornar ao Capitólio para a posse do presidente Biden e da vice-presidente Harris", disse um representante. "Acredito que esta será a oitava posse a que eles têm o privilégio de comparecer, a do presidente Trump sendo a mais recente. Testemunhar a transferência pacífica do poder é uma marca registrada de nossa democracia que nunca envelhece." O anúncio, visto como uma demonstração de respeito bipartidário, ocorre enquanto o atual presidente, o republicano Donald Trump, pressiona os legisladores de sua legenda a não certificarem a vitória de Biden na sessão marcada para esta quarta (6). Além de Bush, apenas um outro ex-presidente republicano ainda está vivo: Jimmy Carter, 96, que ocupou o cargo entre 1977 a 1981. Ele e sua esposa, Rosalynn, 93, haviam anunciado anteriormente que não participariam da cerimônia. "Os Carters não viajarão a Washington para a posse, mas enviam seus melhores votos ao presidente eleito Biden e à vice-presidente eleita Harris", afirmou Deanna Congileo, porta-voz do Carter Center, em um comunicado à CNN. A idade avançada de Carter —ele é o mais velho entre os ex-presidente vivos— também gera preocupações por causa do maior risco em relação à Covid-19. O republicano já sobreviveu a um câncer no cérebro e outro no fígado e foi hospitalizado em 2019. Jimmy e Rosalynn Carter compareceram às duas posses de Barack Obama (2009 e 2013) e à de Donald Trump (2016).