Ex-Vasco, Martín Silva brilha contra o Boca Juniors na Libertadores

André Schmidt
·1 minuto de leitura


Não é comum ver o Boca Juniors deixar o gramado em um duelo de Libertadores sem estufar as redes. A última vez que isso havia acontecido tinha sido no primeiro jogo das semifinais da competição do ano passado, contra o rival River Plate - derrota por 2 a 0. Desde então, cinco partidas, todas com gols. Até essa terça-feira.

Contra o Libertad, do Paraguai, em La Bombonera, o Boca bem que tentou. Foram 19 finalizações durante os 90 minutos, uma delas na trave e outras sete na direção do gol, todas elas paradas por um velho conhecido do torcedor brasileiro: Martín Silva.

O uruguaio, que defendeu o Vasco entre 2014 e 2018, foi o grande destaque do duelo, realizando sete defesas. Cinco delas em finalizações de dentro da área. A primeira, com apenas cinco minutos de jogo, parando Carlito Tévez. Nove minutos depois, novamente cara a cara com um atacante, impediu que Soldano abrisse o placar. E repetiu a dose aos 22.

Com o empate em 0 a 0, o Libertad permaneceu na 3ª posição do Grupo H, com 7 pontos. Já o Boca Juniors garantiu a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores da América.

MARTIN SILVA X BOCA JUNIORS
- Dados do Sofascore

90 minutos em campo
0 gols sofridos
7 defesas
5 defesas dentro da área
2 cortes
1 duelo vencido no chão (1/1)