Ex-vereador é preso preventivamente por estupro

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

A Polícia Civil confirmou, em nota, que o ex-vereador Gabriel Monteiro se apresentou hoje (7) na 77ª Delegacia Policial (DP), em Icaraí, Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, onde foi cumprir o mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça, devido a processo a que ele responde por estupro.

A decisão é do juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. O caso teria acontecido no dia 15 de julho deste ano. O juiz determinou a apreensão de armas de fogo e de celulares do acusado.

Notícias relacionadas:

Gabriel Monteiro teve o mandato cassado em 18 de agosto, por quebra de decoro parlamentar. Assédio sexual e moral, tentativas de estupro foram algumas das acusações ao ex-vereador.

A defesa do ex-vereador informou na noite de segunda-feira que assim que Monteiro tomou ciência da decretação de prisão se apresentou "imediatamente e voluntariamente" na 77ª DP para que fosse cumprido o mandado de prisão. "Contudo, a defesa utilizará dos mecanismos jurídicos legais para buscar o restabelecimento da liberdade de Gabriel Monteiro."

Matéria ampliada às 16h40 do dia 8/11 para incluir posicionamento da defesa de Monteiro.