Ex-vereadora de Santa Rosa do Viterbo, em SP, é vítima de feminicídio

Louise Queiroga
·1 minuto de leitura

A ex-vereadora Roberta Cristina Pereira foi vítima de feminicídio dentro de casa na manha desta sexta-feira, dia 12, em Santa Rosa do Viterbo, onde ela atuou pelo MDB. O partido emitiu uma nota de luto em rede social, chamando-a de "exemplar militante emedebista" e considerando sua morte uma "perda inestimável".

O crime foi cometido pelo ex-marido de Roberta Cristina, que não aceitava o fim do relacionamento e cometeu suicídio logo após matá-la a tiros, de acordo com as primeiras informações dos investigadores. O autor, Adão Ismael Alves Pereira, era um subtenente reformado da Polícia Militar.

Os corpos de Roberta e Adão foram encontrados pela filha da vítima, que acionou a polícia.

"Roberta, que foi Presidente do MDB Mulher municipal, nos estimulava com sua alegria, inteligência e disposição para campanhas, projetos e ações do MDB Mulher em defesa da igualdade e da liberdade para as mulheres", afirma o comunicado. "Como vereadora, comprometida com seus eleitores, exerceu destacado trabalho de fiscalização voltado para o uso correto e efetivo dos recursos públicos destinados à infraestrutura urbana e à saúde, principalmente".