Ex-advogado de Carlos Ghosn processa governo japonês por busca ilegal

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Carlos Ghosn. (Foto: AP Photo/Hussein Malla)
Carlos Ghosn. (Foto: AP Photo/Hussein Malla)

O antigo advogado do executivo brasileiro Carlos Ghosn no Japão está processando o governo daquele país por uma busca em seu escritório que ele afirma ter sido realizada de forma ilegal. As informações são da rede de notícias Bloomberg.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A busca teria ocorrido logo após a fuga de Ghosn do Japão para o Líbano, em dezembro de 2019. Na ocasião, o ex-chefe da Nissan e da Renault escapou em um avião privado, dentro de uma grande caixa semelhante às de instrumentos musicais.

Leia também:

O processo contra o governo japonês está sendo movido pelo advogado Junichiro Hironaka, que liderava o time legal que defendeu Ghosn contra acusações de práticas financeiras ilícitas no posto de chefe da montadora japonesa.

Segundo o processo, apesar de o escritório de advocacia ter sido vasculhado, os advogados não entregaram um computador que Ghosn usava.

O ex-chefe da Nissan, hoje ainda no Líbano, sustenta sua inocência, e afirma que foi vítima de um complô de outros executivos que queriam sua saída do poder.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube