Exames apontam líquido nos pulmões de Bruno Covas

Gustavo Schmitt
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO - Exames divulgados nesta quarta-feira mostraram um avanço no tumor que acomete o prefeito de São Paulo, Bruno Covas. A equipe médica do Hospital Sírio-Libanês apontou a presença de novas lesões no fígado.

Há também um acúmulo de líquido no abdômen e pulmões, decorrente da inflamação dos tumores na região. Em razão deste quadro, foram instalados drenos para retirada do líquido, o que impediu a alta do prefeito.

– O prefeito internou para fazer avaliação de rotina. Ele teria alta, mas houve um fato novo. Os exames de imagem mostraram um avanço da doença, tanto no fígado, quanto em lesões ósseas. O novo tumor causou um acúmulo de líquido na região abdominal e no pulmão. Foi realizada uma drenagem do pulmão direito e do esquerdo – explicou o médico Davi Uip, diretor do Centro de Infectologia do Hospital Sírio-Libanês e um dos responsáveis pelo acompanhamento do estado de saúde de Covas.

Em paralelo, está sendo realizada uma suplementação alimentar para o prefeito ganhar peso. Ele recebe essa alimentação via parenteral durante a noite. O prefeito continuará trabalhando e despachando do hospital, mas sem exposição pública.

– Ele está bem, mas até a retirada dos drenos, ele continua internado – complementou Uip.