Exames para gripe explodem em laboratórios particulares

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.05.2021 - Enfermeira prepara vacina durante campanha de vacinação contra a gripe na EMEF Chiquinha Rodrigues, em Campo Belo, na zona sul de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.05.2021 - Enfermeira prepara vacina durante campanha de vacinação contra a gripe na EMEF Chiquinha Rodrigues, em Campo Belo, na zona sul de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Laboratórios de diagnóstico, que no início da pandemia abriram nova frente de atendimento com testes para Covid-19, agora registram alta nos exames para influenza, diante do aumento brusco de casos de gripe nas últimas semanas, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Nas unidades do Fleury espalhadas pelo país, em dezembro, o número de exames cresceu 14 vezes em relação ao mês anterior —quase metade deles, positivos. Na comparação com o mesmo mês de 2020, o volume de testes é 45 vezes maior. A empresa não revela a quantidade de exames.

Já na rede da Dasa em São Paulo, houve aumento de 83% na demanda por exames na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram 11.877, cerca de 1.400 deles com diagnóstico para gripe.

Em São Paulo, as internações por Covid-19 e síndromes respiratórias, o que inclui a gripe, aumentaram 47% nos últimos sete dias, em relação aos sete dias anteriores. Já o Rio de Janeiro, que vive a epidemia desde o final de novembro, teve queda nos atendimentos pela doença, mas ainda com números altos —em UPAs do estado, foram registrados 4.094 casos na terceira semana deste mês, ante 167 em meados de novembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos