Ex-deputado Laerte Bessa agride porteiro; assista

O ex-deputado agrediu o porteiro porque as regras do condomínio proíbem que motoboys subam até os apartamentos após as 23h (Foto: Reprodução)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ele diz que bateu no funcionário porque não sabia que entregadores de comida não podem subir até os apartamentos após as 23h

  • ‘Fiquei arrependido’, diz Bessa, que quer pedir desculpas ao porteiro

Ex-deputado federal e delegado aposentado da Polícia Civil do DF, Laerte Bessa (PL) agrediu um porteiro do seu condomínio na noite da última terça-feira (12). Câmeras de segurança flagraram o momento em que ele chuta, empurra e dá um tapa no funcionário; assista abaixo.

O ex-deputado afirmou ao jornal Metrópoles que se descontrolou após o porteiro proibir um entregador de comida de subir até o seu apartamento. “Estou aqui no condomínio há 10 anos e não sabia que as entregas não poderiam ser feitas após as 23h”, justifica.

Leia também

No vídeo capturado pelas câmeras de segurança, é possível ver o porteiro e o entregador conversando quando Bessa chega chutando a cadeira do funcionário do condomínio. Não contente, ele também dá um empurrão e um tapa no homem, e faz um sinal para que o motoboy suba com ele até o apartamento. Depois que o entregador sobe, o ex-parlamentar continua gritando com o porteiro e apontando o dedo no rosto dele. O funcionário registrou um boletim de ocorrência na 21ª Delegacia de Polícia (Pistão Sul).

“Fiquei arrependido. Foi um momento de explosão. Dei um empurrão nele. Vou à delegacia esclarecer os fatos e, no momento oportuno, pedirei desculpas ao funcionário”, diz Bessa.

Laerte Bessa é conhecido pelos acessos de raiva e comportamento violento: em maio de 2018, foi acusado de socar Edvaldo Dias da Silva, subsecretário de Articulação Federal da Casa Civil do Distrito Federal. Ele negou a agressão. Seis meses depois, trocou empurrões com Alberto Fraga (DEM) na Câmara dos Deputados.

Assista ao vídeo: