Execuções nos EUA atingem o nível mais baixo em 29 anos

·1 minuto de leitura
O governo Donald Trump retomou as execuções em nível federal em 2020, após uma moratória de 17 anos

As execuções de condenados à morte nos Estados Unidos alcançaram seu nível mais baixo em quase 30 anos em 2020, informou nesta quarta-feira (16) um órgão de controle independente, apesar de um aumento sem precedentes das execuções por parte do governo federal antes da saída da atual gestão.

Um relatório de fim de ano do Centro de Informação sobre a Pena de Morte aponta que 17 presos foram executados em 2020 nos Estados Unidos, cinco a menos que em 2019.

Portanto, o número total de execuções, em nível estadual e federal, é o mais baixo desde 1991.

"As execuções paralisaram por completo em julho em nível estadual devido às preocupações com a saúde pública relacionadas com a covid-19", diz o relatório, que também afirma que esta queda nas execuções faz parte de uma "tendência a longo prazo".

Colorado se tornou em 2020 o 22º de 50 estados a abolir a pena de morte.

Mas, ao mesmo tempo o governo de Trump encerrou uma moratória de 17 anos sobre as execuções federais em julho, quando o supremacista branco Daniel Lewis Lee recebeu uma injeção letal.

Sem o aumento significativo das execuções ordenadas pelo governo Trump, o número total seria ainda menor. Dos 17 condenados à morte executados, dez o foram pelo governo federal.

oho/leg/rle/cjc/mps/rs/aa/mvv