Executiva da Huawei libertada no Canadá embarca em voo para China

·1 minuto de leitura
Defesa da diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, chegou a um acordo com os promotores dos EUA para solucionar acusações contra ela (AFP/Don MacKinnon)

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, voou para a China nesta sexta-feira (24) após chegar a um acordo com os Estados Unidos para suspender as acusações de fraude contra ela e encerrar um julgamento de extradição no Canadá que durava três anos.

Imagens da televisão canadense mostraram Meng, a filha de 49 anos de Ren Zhengfei, o bilionário fundador da Huawei, embarcando em um voo com destino à cidade de Shenzhen, logo após ser solta, em uma audiência judicial em Vancouver, da prisão domiciliar que cumpria.

A libertação ordenada pela presidente adjunta da Corte Suprema da Columbia Britânica, Heather Holmes, ocorreu depois que a defesa de Meng chegou a um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos para adiar seu processo legal.

amc/bfm/yow/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos