• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Exercícios militares da China no Estreito de Taiwan

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A visita de Nancy Pelosi a Taiwan aumentou a tensão entre os EUA e a China. Este sábado, embarcações e aviões militares chineses atravessaram as águas do Estreito de Taiwan, conduzindo "ataques com mísseis de precisão" ao largo da costa da ilha que pretende ser independente.

A Presidente do Congresso norte-americano esteve menos de 24 horas no território de Taiwan, numa visita encarada como uma provocação da parte do governo de Pequim que, como resposta, mobilizou meios bélicos para a Zona de Identificação da Defesa Aérea de Taiwan. Juntamente com esta prova de força, a China também decidiu aumentar as sanções. Pequim cortou laços com Washington em questões fundamentais como as alterações climáticas.

No final da visita, Nancy Pelosi, deixou promessas de continuidade da amizade entre Taiwan e os Estados Unidos. Reiterada pela secretária de imprensa da Casa Branca que adiantou que: "não havia razão para esta escalada que estamos a ver da China". Dizendo ainda que é irresponsável o que eles estão a fazer e vão continuar os esforços para manter linhas de comunicação abertas com Pequim, enquanto defendem os interesses e valores na região.

As relações entre as duas maiores economias do mundo atravessam um momento crítico. Para o Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, a postura da China afasta a procura de uma solução pacífica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos