Russo é preso após saltar de paraquedas do edifício mais alto de Pequim

Pequim, 11 abr (EFE).- O russo Alex Pykhov foi detido pela polícia da China durante dez dias por pular de um paraquedas do maior arranha-céu de Pequim, ainda em construção, informou nesta quarta-feira o jornal oficial "China Daily".

Pykhov aproveitou o fato de que a estrutura ainda está em construção para subir no terraço do edifício e pular às 6h (hora local) do último dia 1º, aterrissando com segurança em uma estrada próxima, sendo detido pela polícia no dia seguinte, destacou a notícia.

O arranha-céu escolhido por Pykhov foi o CITIC Tower, também conhecido como "China Zun", um edifício que com 528 metros, será um dos 30 mais altos do mundo e já se tornou antes de sua inauguração, em um símbolo da zona comercial e financeira da capital.

O russo, que publicou na sua conta de Instagram fotos no alto da China Zun antes de saltar desde ela, já subiu e pulou de vários arranha-céus no país asiático, e há alguns vídeos de suas façanhas no YouTube. EFE