Explosão de carro em posto no Rio de Janeiro deixa dois feridos

Um carro explodiu na manhã de hoje (26) enquanto estava sendo abastecido com Gás Natural Veicular (GNV) em um posto de combustíveis na zona norte do Rio de Janeiro. Um homem ferido no episódio encontra-se em estado grave. Uma mulher também foi atingida.

Câmeras de segurança registraram o momento da explosão. As duas vítimas estavam fora do veículo. O homem estava checando alguma coisa no bagageiro e foi arremessado com o impacto. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ele foi encaminhado para o Hospital Municipal Salgado Filho e está em estado grave.

Já a mulher foi atendida pelo Hospital Municipal Souza Aguiar e seu quadro é estável. Nas imagens, após a explosão, ela sai caminhando com as mãos no rosto em meio aos destroços.

O carro ficou completamente destruído. A estrutura do posto também foi impactada, mas nenhum frentista foi atingido. Fiscais da prefeitura se deslocaram para o local para organizar o trânsito.

Segundo a Polícia Civil, um procedimento investigativo foi aberto. Peritos estiveram no local e testemunhas estão sendo ouvidas. As imagens gravadas pela câmera de segurança também são analisadas. Entre outras coisas, será investigado qual era o estado de conservação do cilindro de gás do veículo.

Procurada pela Agência Brasil, a concessionária Naturgy informou que é responsável apenas pelo fornecimento do GNV. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) também foi contatado e afirmou que a licença do posto de combustíveis é concedida pela prefeitura.

Fiscalização

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), órgão regulatório vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), informou em nota que aguarda as conclusões da perícia técnica da Polícia Civil. O posto será autuado caso se comprove sua responsabilidade.

"Ressaltamos que a ANP fiscaliza as instalações do posto e, no caso do GNV, o limite de pressão máximo de abastecimento, que é de 220 bar", registra o texto divulgado.

Por outro lado, a ANP não tem atribuição legal para atuar se o problema estiver relacionado com a má instalação ou manutenção do kit GNV do veículo. As oficinas que realizam estes serviços precisam ser credenciadas pelo Inmetro, autarquia federal vinculado ao Ministério da Economia. É possível consultar pela internet a lista de estabelecimentos regulares.

"O risco de ocorrência de acidentes que ocasionam explosões de cilindros se deve ao procedimento de instalação e manutenção não adequados e realizados em oficinas não credenciadas por esse órgão", acrescenta a ANP. Segundo a orientação do Inmetro, o kit GNV deve passar por uma manutenção anual.

Também é recomendado que, durante os abastecimentos, motoristas e passageiros saiam do carro e se posicionem à sua frente. Veículos que estiverem aguardando atendimento devem ser mantidos a uma distância segura daqueles que estiverem sendo abastecidos.

*Matéria atualizada às 17h50 para acréscimo de informações sobre a fiscalização de postos de GNV.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos