Explosão deixa nove mortos na região noroeste do Paquistão

Paquistaneses participam de funeral das vítimas de explosão em Parachinar, em 25 de abril de 2017

Ao menos nove pessoas, incluindo duas mulheres e duas crianças, morreram nesta terça-feira na explosão de uma bomba na passagem de um micro-ônibus pela região noroeste do Paquistão.

O veículo, que transportava muitos passageiros, foi atingido pela explosão quando estava em uma rodovia da região de Godar, na zona tribal de Kurram.

"Temos a confirmação de que nove pessoas morreram na explosão. Ao menos 13 estão feridas", disse à AFP Irfan Ali, funcionário do governo local.

Entre as vítimas fatais estão um bebê e um menino de nove anos, de acordo com o coordenador dos serviços médicos do distrito, Mujhid Khan.

Nenhum grupo reivindicou o atentado até o momento.

A zona tribal de Kurram é conhecida por confrontos sectários entre sunitas e xiitas, que constituem quase 20% da população do Paquistão. Também é um reduto dos talibãs e de outros grupos ligados aos extremistas.

A capital do distrito, Parachinar, foi cenário este ano de dois atentados reivindicados pelos talibãs contra dois mercados da cidade. O primeiro deixou 24 mortos em janeiro. O segundo, um ataque com carro-bomba, matou 22 pessoas em março.

Os moradores também são vítimas com frequência de minas colocadas pelas forças soviéticas nas cidades paquistanesas próximas da fronteira com o Afeganistão durante a guerra neste país de 1979 a 1989.

As minas tinham como objetivo dissuadir a população local de unir-se a uma insurreição anticomunista do outro lado da fronteira.