Avalanche mata 3 montanhistas e deixa 2 feridos nos Alpes suíços

(Atualiza com mais informações).

Madri/Genebra, 1 abr (EFE).- Uma avalanche registrada no fim da tarde de ontem no cantão de Valais, na Suíça, resultou na morte de três montanhistas e deixou outros dois feridos, todos eles espanhóis, segundo confirmaram neste domingo à Agência Efe fontes do Ministério das Relações Exteriores da Espanha.

A polícia do cantão de Valais, por sua vez, disse que trabalha com a hipótese de que os três montanhistas que morreram por causa de uma avalanche registrada no sábado eram espanhóis, assim como seus dois companheiros que sobreviveram com ferimentos, que não representam risco de morte.

"Partimos do princípio de que as cinco pessoas que foram arrastadas pela avalanche eram espanholas, duas das quais ficaram feridos. Assim nos indicam as primeiras investigações. Em relação às três pessoas falecidas, estamos na fase de identificação formal das vítimas", declarou à Efe o porta-voz da polícia cantonal, Mathias Volken.

A polícia abriu uma investigação sobre o ocorrido e previu recolher os depoimentos dos dois sobreviventes, quando seu estado de saúde permitir.

Além disso, o porta-voz confirmou que os corpos dos três montanhistas mortos "foram recuperados da neve".

A polícia de Valais está em contato com as autoridades consulares espanholas na Suíça para realizar os trâmites pertinentes de repatriação.

O grupo se encontrava entre o setor de Fiesch e a estação de esqui de Fiescheralp (Valais), realizando uma travessia quando ocorreu a avalanche.

A operação de resgate começou pouco depois, graças a uma pessoa de outro grupo que não foi atingido pela avalanche e alertou os serviços de socorro por telefone.

A busca teve que ser interrompida durante a noite devido às condições ruins do tempo, mas foram retomadas na manhã de hoje.

De acordo com os primeiros indícios, tanto os mortos como os feridos, que estão hospitalizados, faziam parte de um grupo que realizava uma travessia em um setor fora de pista. EFE