México diz que sua política de migração é soberana e não responde a pressões

Cidade do México, 3 abr (EFE).- O governo do México reiterou na terça-feira a soberania da sua política de migração e rejeitou que esteja "sujeito a pressão" após confirmar a dispersão da caravana por vontade de seus integrantes.

As secretarias de Governo e Relações Exteriores afirmaram em um comunicado que a política de migração do México "procura assegurar que a migração ocorra de maneira legal, segura, ordenada e com pleno respeito aos direitos do povo".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que o México dissolveu a caravana e se vangloriou de que as autoridades mexicanas atuaram devido às suas ameaças de cancelar o tratado de livre-comércio do Nafta.

O governo mexicano disse que a decisão da caravana não continuar "obedeceu estritamente a decisão das pessoas que faziam parte dela e não a qualquer pressão externa ou interna".

As autoridades mexicanas acompanharam a caravana e ofereceram informações a seus integrantes sobre os processos da lei de migração: 465 solicitaram um ofício de saída e 168 estão em andamento para fins de regularização, explicaram.

As secretarias destacaram que 230 dos 465 ofícios de saída solicitados já foram entregues.

Esta caravana é realizada desde 2010 e é composta principalmente por migrantes de Honduras, Guatemala e El Salvador, países do chamado Triângulo Norte da América Central. EFE