Explosões em base aérea na Crimeia deixam ao menos 1 morto; Rússia nega ter sido alvo de ataque

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS0 - Uma explosão de munições em um aeródromo militar na Crimeia, península no território ucraniano anexada pela Rússia desde 2014, matou ao menos uma pessoa e deixou cinco feridos nesta terça-feira (9), de acordo com autoridades de Moscou.

Segundo o Ministério da Defesa, a munições destinadas a aviação foram detonadas no local, próximo à cidade de Novofiodorovka. Inicialmente, o órgão havia dito que não houve feridos, mas momentos depois representantes locais atualizaram o número de atingidos, que incluiriam uma criança, e confirmaram uma morte.

Testemunhas disseram à agência Reuters que ao menos 12 explosões foram ouvidas por volta de 15h20 no horário local. A última detonação foi descrita como a mais alta. Uma zona de segurança foi estabelecida num perímetro de 5 quilômetros ao redor da base, e o risco de incêndios seria monitorado.

Segundo Moscou, a ação não se deveu a um ataque —as causas serão investigadas. A Ucrânia não se pronunciou sobre o episódio.