Explosões prosseguem em Homs e comunicação é cortada

Bombardeios intensos em Homs completam 20 dias

Os bairros rebeldes da cidade de Homs foram bombardeados violentamente nesta quinta-feira pelas forças do regime sírio, especialmente no bairro de Baba Amr, onde as comunicações foram cortadas.

"Baba Amr, assim como parte do bairro de Inchaat, foram bombardeados a partir das 7H00. Disparos de morteiro afetaram Khaldie", afirmou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

"Ouvimos explosões pavorosas", disse Hadi Abdallah, um militante local da "Comissão Geral da Revolução Síria".

"Hoje não conseguimos nos comunicar com militantes, nem por meio do Skype nem com o telefono por satélite", completou.

O 20º dia de bombardeios acontece após a morte de dois jornalistas estrangeiros na quarta-feira, a americana Marie Colvin, do Sunday Times, e o francês Rémi Ochlik, fotógrafo da agência IP3 Press, no ataque contra uma casa que funcionava como centro de imprensa dos militantes.

"Acreditamos que o centro foi tomado como alvo porque 11 projéteis caíram sobre a casa ou nos arredores. As forças do regime captaram um sinal de transmissão", declarou Abdallah.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos