Explosões perto de hospital militar em Cabul deixam 15 mortos

·1 min de leitura
  • "Explosão causou vítimas", indicou o porta-voz do ministério do Interior;

  • Estima-se que há pelo menos 15 mortos e 34 feridos;

  • Incidente ocorreu na manhã desta terça-feira (2) perto do hospital militar Sardar Mohammad Dawood Khan.

Duas explosões e tiroteios ocorreram na manhã desta terça-feira (2) perto do hospital militar Sardar Mohammad Dawood Khan, no centro de Cabul, capital do Afeganistão. O incidente causou vítimas, segundo testemunhas e um porta-voz do Talibã. Estima-se que há pelo menos 15 mortos e 34 feridos.

 "De acordo com informações preliminares, uma explosão ocorreu na porta do hospital militar e uma segunda perto do hospital", informou à AFP uma autoridade talibã.

Leia também:

 "A explosão causou vítimas", indicou o porta-voz do ministério do Interior, Qari Saeed Khosty, observando que mais detalhes serão compartilhados mais tarde.

 Mais cedo, uma fonte médica do hospital narrou os primeiros incidentes à AFP.

 "Eu estava dentro do hospital, quando ouvimos uma grande explosão no primeiro controle do hospital, também ouvi gritos", disse.

 Minutos depois, jornalistas da AFP ouviram uma segunda explosão no mesmo setor.

 O último ataque à capital afegã foi em 3 de outubro, quando pelo menos 5 pessoas morreram em uma explosão perto da mesquita Id Gah de Cabul. A ação foi reivindicada pelo grupo Estado Islâmico (EI).

 Esse mesmo hospital, o maior estabelecimento médico militar do país, foi atacado em março de 2017 por agressores vestindo roupas de pessoal médico, numa ação também reivindicada pelo EI e que causou 100 mortes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos