Expo da Glocal Experience começa neste sábado trazendo arte e tecnologia para repensar o futuro

O que é preciso fazer hoje para ter um futuro melhor? E como seria exatamente esse tal de mundo melhor? A Glocal Experience, evento que acontece entre hoje e 17 de julho, na Marina da Glória, chega exatamente para encontrar soluções possíveis e ao alcance de todos para cumprir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU. Mesclando arte, cultura, conteúdo e tecnologia, esse espaço de reflexão sobre o planeta que queremos é aberto hoje com a Expo da Glocal Experience, com instalações interativas, exibições de cinema seguidas de debates, oficinas e workshops, entre outras atrações.

Das obras de arte às rodas de diálogo, o convite será à inspiração para o debate sobre os desafios da sustentabilidade, que, além do meio ambiente, passa por temas como redução das desigualdades e educação de qualidade.

— É comum as pessoas terem coisas mais urgentes para resolver, e acabam achando que essas pautas não são para agora, que podem deixar para depois. Mas não é assim. É importante a ação imediata para mudar o mundo — ressalta Rodrigo Cordeiro, diretor-geral do evento.

A Glocal Experience é uma iniciativa da Dream Factory, com a co-realização da Editora Globo e os parceiros oficiais de mídia EXTRA, O Globo, Valor Econômico e CBN.

Entre as atrações da Expo, o público poderá entrar no Espaço Imersão, onde haverá uma projeção em 360 graus. Já a instalação Eggcident, do artista holandês Henk Hofstra, abordará o aquecimento global com uma referência muito comum no imaginário carioca: como se estivesse tão quente que fosse possível fritar ovos no asfalto. Enquanto em outra instalação, uma grande onda estará formada apenas de plástico recolhido do mar.

Outro dos destaques da programação é a Arena de Diálogo, que reunirá empreendedores sociais com a mediação d e um nome reconhecido na área de atuação, como Yamê Reis, no bate-papo “Expandindo a Cultura da Moda”, MV Bill comandando a conversa sobre “Outras imagens da cidade”, e Leandra Leal, que intermediará o encontro sobre “Clima e sociedade: o grito das juventudes”.

— São empreendedores com grandes ideias. Esses encontros certamente vão abrir a mente das pessoas sobre caminhos para como construir negócios e uma sociedade mais justa — diz, Cordeiro. —Queremos tocar o coração das pessoas e despertar um processo crítico, fazendo com que ela tenha vontade de construir o planeta que ela deseja.

Ainda com o objetivo de aguçar esse interesse, cubos gigantes de 2,5x2,5 metros instalados em diferentes pontos da Região Metropolitana do Rio lembraram nos últimos dias as 17 premissas da agenda 2030 da ONU e, durante a Expo, serão transferidos para a Marina da Glória, onde artistas darão um novo colorido e sentido a cada um deles, numa ação de live painting. Nesse time, estarão artistas como Juliana Fervo, Nicolas Martins e Rona Neves.

— Nos dias 9 e 10, grafiteiros com diferentes referências vão ter que retratar em uma imagem o que representa cada uma delas, como erradicação da pobreza, indústria, inovação e infraestrutura — conta Cordeiro.

O acesso ao evento é gratuito. Só é preciso fazer um cadastro no site da Glocal ou na entrada da Glocal Experience. De 13 a 16 de julho, ocorre ainda a Conferência do evento, com debates focados na Agenda 2030.

De 9 a 17 de julho, das 9h às 18h:

Um espaço aberto, com diversas áreas integradas e atrações interativas, misturando conhecimento, cultura, reflexão e diálogos.

Dia 11

15h: Música, potência da periferia: com MCs Marechal e Santi; mediação: Diana Bouth.

Dia 12

15h : Água, futuro líquido: com Projeto Marulho e Letícia Nunes; mediação: Raull Santiago.

Dia 13

15h: Arte no Combate ao Racismo: com FAIM Festival e Karina Vieira; mediação: Douglas Silva.

Dia 14

15h: Outras Imagens da Cidade: com Rafaela Pinah e agência SILVA; mediação: MV Bill.

16h15: Nova geração na linha de frente do combate à crise climática: com Amanda Costa, Txai Suruí, Danilo Farias, João Henrique e Ana Lucia Azevedo.

Dia 15

15h: Clima e Sociedade: o grito das juventudes: com Marcelo Rocha e Isvilaine Conceição; mediação: Leandra Leal.

Dia 16

15h: A importância das mulheres no avanço das ODS: com Djamila Ribeiro e Carla Akotirene.

Dia 17

15h: Lideranças Femininas: com Sil Bahia, Pamela Carvalho e Kaê Guajajara.

16h15: ODS da ONU e por que precisamos falar sobre isso: com Denise Hills, Carlo Pereira e Raull Santiago; mediação: Regina Casé.

Oficinas

Diariamente, temas de impacto na sociedade como “Envelhecimento Ativo/Fisioterapia Preventiva"; “Jardinagem comestível”; “Como cuidar do seu lixo”, “Customização de roupas”; “Oficina de cacarecos - construção de brinquedos”; “Cadernos criativos: reaproveitar papel, ressignificar a vida e se reinventar”

Infantil

Atividades de horta caseira, mosaico, tintas naturais, e Espaço Criança.

Cinema

Diariamente, em parceria com a Maria Farinha Filmes, será exibido um título diferente. Nos finais de semana, as projeções serão acompanhadas de debates sobre os temas apresentados. Entre os títulos estão: “Mesa para todos”, “A água que faltava”, “O som do rio”.

Shows

Ao longo do evento, programação cultural inclui shows, performances, batalhas de MC’s e batalhas de Slam.

Conferência

De 13 a 16 de julho, diariamente. Debates focados na Agenda 2030, com desdobramentos que serão mantidos no foco de discussões pelos próximos oito anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos