Exportador de milho dos EUA relata vendas de 269 mil toneladas

·2 min de leitura
BR-163 ROAD, MATO GROSSO STATE, BRAZIL - 2016/09/19: Agribusiness, corn plantation at large estate beside BR-163 ( Cuiaba-Santarem road ) in Mato Grosso State, Mid-west Brazil. (Photo by Ricardo Funari/Brazil Photos/LightRocket via Getty Images)
Plantação de milho nos Estados Unidos teve 269 mil toneladas vendidas no dia. (Photo by Ricardo Funari/Brazil Photos/LightRocket via Getty Images)
  • Exportadores norte-americanos relataram vendas de 269 mil toneladas de milho;

  • EUA obriga exportadores a declarar esta quantidade ao governo;

  • Norte-americanos esperam alta global do milho nos próximos meses;

Exportadores dos Estados Unidos relataram vendas de 269.240 toneladas de milho para destinos não revelados, com entrega prevista para o ano comercial 2021/22, informou na manhã desta segunda-feira (27), o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O ano comercial 2021/22 do milho nos EUA começou em 1º de setembro.

Leia também:

Os exportadores norte-americanos são obrigados a relatar ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos qualquer venda de 100 mil toneladas ou mais de uma commodity feita em um único dia ou vendas de 200 mil toneladas ou mais para um mesmo destino até o dia seguinte, de acordo com informações do Estadão.

Norte-americanos esperam alta do milho nos próximos seis meses

Os norte-americanos esperam alta nos valores nos próximos meses. Os futuros do milho na Bolsa de Valores de Chicago chegaram a uma alta de seis meses e os de soja superaram a maior alta de quatro meses na quinta-feira, devido às preocupações com a seca desfavorável e o calor ameaçando as safras sul-americanas, disseram analistas à Reuters.

Isso se deve ao padrão climático La Niña, que normalmente causa secura em ambos os países, e que se consolidou e provavelmente permanecerá durante o inverno, de acordo Jake Hanley, diretor administrativo da Teucrium Trading a agência. De acordo com a Reuters, as perdas de milho ou soja na América do Sul podem restringir a oferta global e desviar a demanda de exportação para os Estados Unidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos