Exposição 'Amazônia', de Sebastião Salgado, chega ao Museu do Amanhã; veja fotos

Depois de passar por Paris, Londres, Roma e São Paulo, chega ao Rio a exposição "Amazônia", que reúne 194 fotografias feitas por Sebastião Salgado, a partir desta terça-feira (19), no Museu do Amanhã. O conjunto é resultado de sete anos de viagens do fotógrafo pela região, ao lado da esposa, a arquiteta Lélia Wanick Salgado, idealizadora e curadora da mostra.

Os trabalhos, em preto e branco, mostram uma natureza viva, inclusive com um caminho d’água sob os pés dos visitantes e uma trilha sonora elaborada pelo francês Jean-Michel Jarre a partir dos sons da floresta. Nas imagens (muitas inéditas), paisagens do bioma se unem a registros de povos de 12 etnias indígenas e suas culturas, traduzidas pela lente de Salgado. Em um espaço com projeção, os visitantes conferem uma sequência de retratos, sonorizada por uma peça de Rodolfo Stroeter especialmente composta.

A voz das comunidades ameríndias também pode ser ouvida em sete vídeos que apresentam testemunhos de lideranças indígenas e alertam para a destruição e a possibilidade do desaparecimento da vida na floresta. A exposição fica em cartaz até 29 de janeiro.

Tá no prato: Rio Gastronomia reunirá 24 restaurantes conceituados, entre veteranos e novatos

Programação infantil: dicas de passeios com as crianças nas férias escolares

'CCXP Awards': 'A última floresta' leva Grand Prix e Melhor Filme; veja a lista completa

Serviço

'Amazônia'. Museu do Amanhã: Praça Mauá 1, Centro — 3812-1800. Ter a dom e feriados, 10h às 18h. R$ 30 (de graça às terças). Ingressos somente pelo site eventim.com.br. Até 29 de janeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos