Exposição em homenagem ao aniversário de Niterói traz um olhar poético da cidade

·2 min de leitura

RIO — No dia em que a cidade celebra seus 448 anos, o público terá a oportunidade de conhecer e admirar as belezas mais marcantes do município através de imagens, com a exposição virtual “Niterói, um olhar poético”, que estará disponível no perfil do Instagram da Sala Carlos Couto (@salacarloscouto) a partir desta segunda (22), às 18h. As 15 fotos que fazem parte da mostra são de Wander Rocha, carioca que há 28 anos mora em Niterói.

— As fotos trazem as belezas naturais da cidade, com o intuito de mostrar que Niterói tem um visual único e de fazer uma homenagem à gama de locais belíssimos presentes aqui. Há cliques de bairros como Camboinhas, Icaraí, Boa Viagem, Centro, São Francisco, Portugal Pequeno, Charitas e Piratininga. Há uma foto que reúne vários pontos de interesse visual, como a Pedra de Itapuca, o Museu de Arte Contemporânea (MAC), a Igrejinha de Boa Viagem, o Corcovado e o Pão de Açúcar. Esse ângulo é próximo à reitoria da UFF — diz Rocha.

Especializado em registros documentais, da natureza e do cotidiano, ele conta que seu desafio é fazer fotos diferentes em locais que já são muito conhecidos. Para isso, no entanto, não tem costume de se programar.

— Chego a um local, vejo se tem um cenário legal, algo que chame a atenção, uma luz boa e faço a foto. Não é nada planejado. Foi assim que surgiu a foto “Contemplação”, em que um menino parece estar agradecendo ao mar. Essa foto, que foi feita na Praia de Boa Viagem, integra a exposição e já foi publicada na “National Geographic Brasil”. Na ocasião em que foi produzida, eu havia ido fazer uma outra foto, com o MAC ao fundo. Era um fim de tarde com um pôr do sol bem bonito. Guardei meu material e estava indo embora quando vi um menino dançando capoeira na praia. Aproximei-me e pedi permissão aos pais para fotografar. Eles deixaram. Em determinado momento, ele entrou no mar e parecia contemplar aquela beleza toda, com o Corcovado ao fundo. Essa foto rodou e fui premiado por ela. No fim das contas, é a foto que te escolhe e não o contrário. A cena acontece e você tem que estar preparado para capturar — afirma.

A mostra reúne imagens de 2014 até hoje.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos