Exposição no Horto reúne pinturas de cinco artistas contemporâneos

·1 minuto de leitura

RIO — Apaixonadas por arte, uma arquiteta e uma advogada resolveram, em novembro de 2020, em plena pandemia, unir forças para realizar o sonho em comum de trabalhar nesse mercado. Criaram o Escritório de Arte Ana Beatriz Britto e Isabela Burlamaqui, que tem como objetivo divulgar e comercializar obras de artistas comprometidos com a arte atual, seja pintura, gravura, fotografia, objetos, esculturas ou instalações.

Isabela explica que o mais importante é ajudar e incentivar mais pessoas a iniciarem suas coleções, despertar no cliente o desejo de conhecer mais, entender mais do assunto e assim formar seu acervo pessoal. A advogada Ana Beatriz Britto, que conheceu a sócia em um curso de História da Arte, reforça:

— A vocação do escritório de arte é de oferecer também, com critério e pertinência, a função de uma consultoria. Gostamos de acompanhar a produção de artistas já consagrados e o desenvolvimento do percurso de artistas que começam a se integrar ao circuito de arte.

Para celebrar esse momento, o escritório inaugura quarta-feira a exposição “Através”, que reúne no Espaço Movimento Contemporâneo Brasileiro (EMCB), no Horto, obras de cinco artistas plásticos numa mostra que privilegia a pintura. Com narrativas diversas, trabalhos de Bob N, Daniel Feingold, Maria Lynch, Ricardo Becker e Ronaldo do Rego Macedo se unem por meio da pintura.

— O EMCB recomeça em 2021 com “Através”, movimento elaborado para praticar o olhar como forma de repensar o mundo. Com as pinturas desses cinco artistas plásticos, a mostra nos instiga a refletir sobre uma experiência inusitada e capaz, quem sabe, de oxigenar a arte de nossos tempos —comenta Cristina Burlamaqui, que está à frente do espaço e que também participou da curadoria.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos