Expulsa do "BBB22", Maria faz balanço do ano: 'Começar sendo canceladíssima e terminar protagonizando filme'

Artista viverá sua primeira protagonista no cinema em 2023

Expulsa do
Expulsa do "BBB22", Maria celebra ano positivo: "Descobri meus motivos para viver" (Foto: Globo/João Cotta)

O ano de Maria ficou marcado por sua participação controversa na 22ª edição do "Big Brother Brasil", da qual ela foi expulsa após agredir a colega de confinamento, Natália Deodato, com um balde. Apesar do obstáculo na carreira, a cantora e atriz celebrou, em suas redes sociais, os pontos positivos do ano, especialmente para a sua saúde mental.

Em um vídeo, Maria abriu o coração para falar sobre a sua luta contra a depressão e confessou que, muitas vezes, pensou em tirar a própria vida, principalmente por problemas em sua carreira.

"2021 foi um ano péssimo para mim profissionalmente (...). Eu não estava passando em nenhum teste, eu não era chamada para quase nada, também não estava aparecendo mais publicidade para mim e eu não estava podendo cantar", contou.

"Chegou o momento em que cogitei a ideia de voltar a ter uma vida comum, de tentar ser uma pessoa anônima de novo, mesmo sabendo que eu seria reconhecida pelo resto da minha vida como Maria", continuou a artista, que ficou conhecida após participar da novela "Amor de Mãe".

Segundo Maria, foi nesse período que ela recebeu o convite para o "BBB" e decidiu aceitá-lo: "Entrei sem nenhum preparo e saí sem nenhum suporte. Não existe nada que se compare aqui na vida real com a dinâmica do 'BBB'. Aquele lugar nos leva a extremos e muitos dos meus eu não conhecia", admitiu.

"Quando eu saí, eu fiquei alguns meses tendo desconexão com quem eu sou e o que as pessoas estavam enxergando que eu era, de tanta fake news, de tanto xingamento", continuou.

A artista também afirmou que, mesmo com os problemas, decidiu continuar procurando trabalho, porque "não aceitava que as coisas não dessem certo de novo". E começou a colher os frutos.

"Pouco antes do meu aniversário de 22 anos, fui convidada para estrear nos cinemas como protagonista. Olha, eu não tenho palavras para descrever o processo que foi gravar esse filme", celebrou Maria.

A artista estará em "Bandida", inspirado na história de Rebeca, que se tornou chefe do tráfico da Rocinha na década de 1980.

"Começar o ano sendo canceladíssima, com a minha vida inteira exposta, revirada, e terminar o ano protagonizando um filme (...) foi a certeza de que eu nasci para isso aqui. Foi a certeza do meu propósito na Terra", concluiu Maria.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.