Ex-senadora colombiana foge da cadeia usando moto de aplicativo de delivery

Ex-senadora colombiana foge da prisão usando moto de delivery - Foto: Reprodução

Uma ex-senadora colombiana que estava presa fugiu da cadeia na noite desta terça-feira (01). De acordo com informações do jornal Clarín, Aída Merlano, que se elegeu para o período de 2018-22 e não chegou sequer a assumir o cargo, fugiu enquanto estava em uma consulta odontológica fora do presídio.

Em seu perfil oficial no Twitter, o Instituto Nacional Penitenciário e Carcerário confirmou que a ex-senadora aproveitou a consulta médica em uma clínica no norte da cidade de Bogotá para escapar. O instituto disse que já há uma investigação em curso, mas não deu mais detalhes sobre a fuga de Aída Merlano, que estava presa desde abril de 2018.

Leia também

O detalhe curioso é que a ex-congressista, de acordo com veículos de imprensa colombianos, fugiu em um moto de uma conhecida rede de aplicativos de entregas a domicílios, que a estava esperando do lado de fora da clínica.

Ex-senadora colombiana foge da prisão usando moto de delivery - Foto: Reprodução

O Instituto Penitenciário pediu ajuda à Policia para que o Aeroporto Internacional El Dorado e os terminais de ônibus da cidade de Bogotá estejam em alerta para uma eventual passagem da ex-senadora pelos locais.

Merlano já era investigada por gastar acima do permitido pela lei de financiamento de campanhas eleitorais do país. Ela teria gasto cerca de 490 mil dólares na sua candidatura, estourando os 252 mil que eram o limite.

Outra investigação apurou que a ex-senadora utilizou mais de 1,7 milhões de dólares em uma possível compra de votos na costa caribenha da Colombia, feito que a levou para a cadeia com o empresário Julio Gerlein, irmão de outro ex-senador colombiano.

Há um mês, a Justiça condenou Merlano a 15 anos de prisão por corrupção eleitoral e posse ilegal de armas.