EXTRA repudia agressões a jornalista

·1 min de leitura

O vice-presidente nacional do PT, Washington Quaquá, e o vereador Felipe Michel (PP-RJ) fizeram esta semana, em suas redes sociais, acusações, sem apresentar prova, à colunista do EXTRA Berenice Seara. Quaquá também publicou uma agressão misógina e machista.

As ofensas de Quaquá se referiam a notas publicadas na coluna EXTRA EXTRA! na quinta-feira e na sexta-feira. As publicações revelavam que Quaquá propôs que o ex-presidente Lula não tenha apenas um palanque na eleição para governador do Rio ano que vem, mas vários. A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, desautorizou Quaquá, dizendo que ele “não fala pelo PT”.

Já Felipe Michel citou nota da coluna, publicada terça-feira, que mostrava posições diferentes do vereador em relação à Prefeitura do Rio. Quando poderia se tornar secretário de Eduardo Paes, elogiava o prefeito. Mas, ao deixar de ser cotado para o cargo, se tornou crítico frequente da administração municipal.

O EXTRA mantém o que foi publicado. Destaca ainda que faz parte da prática jornalística diária lidar com críticas, contestações e pedidos de reparação de alguma informação. No entanto, repudia os ataques irresponsáveis feitos pelos políticos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos