ExxonMobil pede a governo Trump que respeite acordos sobre o clima

A companhia de petróleo ExxonMobil pediu ao governo de Donald Trump que respeite o acordo de Paris sobre a luta contra as mudanças climáticas que a Casa Branca considera "ruim", segundo uma carta transmitida nesta terça-feira pela companhia à AFP

A companhia de petróleo ExxonMobil pediu ao governo de Donald Trump que respeite o acordo de Paris sobre a luta contra as mudanças climáticas que a Casa Branca considera "ruim", segundo uma carta transmitida nesta terça-feira pela companhia à AFP.

Na mensagem, datada em 22 de março, Peter Trelenberg, responsável pelas políticas de meio ambiente da ExxonMobil, lembra que a companhia petroleira, uma das mais importantes do mundo, "apoia o acordo de Paris como um compromisso eficaz para responder aos riscos das mudanças climáticas".

"Acreditamos que os Estados Unidos estão no caminho certo para ser competitivo no marco do acordo de Paris, com abundantes recursos com menos carbono, como o gás natural, e empresas privadas inovadoras, inclusive nos setores de petróleo, gás e petroquímica", afirma.

A carta é dirigida a David Banks, conselheiro especial de Trump para a energia internacional e o meio ambiente.

Nesta terça-feira, Trump ordenou a revisão do legado de seu antecessor, Barack Obama, sobre o clima, ao prometer uma renovação da indústria de carvão, em um discurso em que não mencionou nem uma única vez as mudanças climáticas.