Fábio brilha, Fluminense vence Fortaleza no Castelão e cola na parte de cima da tabela

Esqueça o toque de bola e a posse extrema. O Fluminense de Fernando Diniz foi reativo e disposto a apostar nos contra-ataques para vencer o Fortaleza por 1 a 0 ontem, no Castelão. Uma nova forme de jogar, muito por causa das circunstâncias da partida, mas que serviu para o tricolor vencer no Brasileiro e colar na parte de cima da tabela.

A mudança de estilo da equipe de Diniz passou por dois fatores. Primeiramente, a forte chuva que desabou no Castelão e transformou o gramado em um lamaçal. As melhores jogadas, de fato, nasciam de ligações diretas ou cruzamentos.

Mas o que poderia prejudicar o Fluminense, na verdade ajudou. Assim o placar foi aberto: um lançamento para Nathan, que saiu de frente para o gol e tocou para Luiz Henrique demonstrar qualidade e marcar.

Durante 90 minutos, essa foi a toada tricolor na partida. Aposta na velocidade de Luiz Henrique e nos bons passes do quarteto formado por Wellington, André, Nathan e Ganso para encontrar boas ligações. Poderia ter dado ainda mais certo se o tricolor aproveitasse as chances que teve. Marlon e Luiz Henrique desperdiçaram boas oportunidades.

O problema é que essa estratégia reativa rendeu lances de perigo. Como quando o Fortaleza empatou com Moisés, aproveitando um lançamento longo da defesa para o ataque. Para alívio, Yago Felipe sofreu falta no lance e o gol foi anulado.

O Fortaleza também respirou aliviado quando Cano marcou, mas o VAR apareceu novamente para marcar impedimento no lance.

Com menos posse de bola, o Fluminense também precisou suportar a pressão do Fortaleza. Inclusive, os 10 minutos de acréscimo dados por Anderson Daronco. Fábio fez grandes defesas e garantiu a vitória tricolor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos