Fátima Bernardes sobre ter filhos com o namorado, Túlio Gadêlha: 'A gente nunca diz nunca, mas hoje eu digo que não quero mais'

O segundo semestre de 2022 tem sido de celebrações e novos ciclos para Fátima Bernardes. Em 17 de setembro, a apresentadora completou seus 60 anos. Em 21 de outubro, foi a vez de seus trigêmeos Lara, Beatriz e Vinícius festejarem 25 anos de vida. No dia 2 de novembro, ela comemorou os 5 anos de namoro com o deputado federal pernambucano Túlio Gadêlha, de 34. E, nesta terça-feira (15), ela estreia em novo programa, "The voice Brasil", numa fase de sua carreira totalmente voltada ao entretenimento.

Leia também:

— Quanto mais o tempo passa, é natural que a gente se sinta mais autoconfiante profissionalmente. Porque aprendeu mais e porque tem a noção de que ainda tem muito a aprender. Mas, pessoalmente, como mulher, eu nunca fui pouco nem excessivamente confiante. Desde criança, eu tinha objetivos, metas. Não sei se sou uma líder nata, mas gosto de compartilhar e de aprender coisas. É muito mais sobre a troca do que sobre mim somente. Eu gosto de mostrar que cada um pode e deve ser feliz do seu jeito. Quando ouço histórias de pessoas que se inspiram nas minhas transformações, fico muito feliz — afirma ela sobre as adaptações feitas ao longo do tempo.

Leia também:

Se durante os dez anos em que apresentou diariamente o matinal "Encontro" ela não conseguia ver com tanta frequência o namorado, agora a nova rotina tem lhe permitido ficar mais tempo perto dele.

— Antes, eu e Túlio não deixávamos passar 15 dias sem nos vermos. Era mais complicado, por circunstâncias do meu trabalho, no Rio, e do dele, entre Recife e Brasília. Agora, eu vou pra lá e passo uma semana com ele, consigo ficar mais tempo junto. A gente conseguiu tirar uns dias logo depois da eleição, eu votei e voei pra lá (Túlio se reelegeu deputado federal de Pernambuco pelo partido Rede Sustentabilidade) — conta.

Leia também:

O casal não chegou a conversar sobre a vontade de ter filhos junto, ela afirma. E sublinha: mesmo que quisesse, não poderia gerá-lo de forma natural. Não por conta da idade, mas pela cirurgia de retirada do útero, feita em dezembro de 2020, depois da descoberta de um câncer.

— De toda forma, vivo um outro momento. Poderia ser mãe do coração, mas não é o caso. Nunca tive essa conversa com Túlio, ele nunca manifestou a vontade de ser pai. A gente nunca diz nunca, mas hoje eu digo que não quero mais — afirma ela, completando: — Fui uma mãe extremamente preocupada, dedicada. Agora, sinto um alívio em ver os três tocando suas vidas, já adultos. Tenho orgulho de perceber que criei três pessoas do bem. Essa é a nossa maior missão como mãe. Não tem regra nem garantia, mas deu tudo certo com os três. Então, acho que mereço folga nessa fase da vida (risos).

Leia também: