Fãs afegãos do BTS temem o Talibã e passam a queimar ou esconder álbuns e pôsteres do grupo coreano

·1 minuto de leitura

Muita coisa mudou no Afeganistão depois da retomada política do país pelo grupo extremista Talibã. Na cultura, não foi diferente. Segundo o site Koreaboo, que replicou reportagem do telejornal sul-coreano JTBC News, os fãs afegãos do grupo BTS estão com medo de represálias por gostarem e ouvirem os artistas de K-Pop. Muitos deles passaram a queimar ou esconder álbuns e pôsteres deles, para que não fossem encontrados pelos grupos armados.

"Eu fiquei com muito medo e surpresa que o Talibã voltou. Estou apavorada, depois que ouvi que eles estão sequestrando meninas. Desde que eles assumiram o poder, eu não saio mais de casa. Eu não posso mais ouvir as músicas que eu ouvia na rua. O dia todo só ouço a música estranha do Talibã", disse uma jovem moradora local, que preferiu não se identificar.

Elas afirmaram e até para olhar pela janela, precisam ter cuidado agora. Outra estudante e ARMY(termo utilizado para designar os fãs do grupo BTS) decidiu tomar outra medida, para não correr o risco de sua coleção ser encontrada.

"Essa situação nos forçou a queimar ou esconder as fotos e os álbuns do BTS", contou a moradora local, que lembrou que antes de 2001, o Talibã não permitia que as pessoas ouvissem músicas de sucesso do mundo.

"Todo mundo está nos vendo morrer. Espero que a comunidade internacional não abandone o Afeganistão sozinho", concluiu a primeira jovem.

Depois da retomada do país pelo regime, cenas de afegãos desesperados tentando fugir rodaram o mundo. O grupo assumiu quando as tropas norte-americanas deixaram o país, depois de 20 anos de ocupação no país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos