Fórmula 1 cancela GP de Mônaco e adia GPs da Holanda

A prova mais charmosa da Fórmula 1 não fará parte do calendário desta temporada. Horas depois da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) ter anunciado os adiamentos dos GPs da Holanda, Espanha e Mônaco, o Automóvel Clube de Mônaco (ACM) decidiu cancelar o tradicional GP disputado nas ruas do Principado por causa da pandemia de coronavírus. Será a primeira vez desde 1954 que a prova no circuito de Monte Carlo não será realizada.

Ontem, foi anunciado que o Príncipe Albert II de Mônaco testou positivo para coronavírus. Na terça-feira, o ministro do estado, Serge Telle, havia informado que estava infectado.

Até o momento, sete etapas da Fórmula 1 já foram afetadas pela pandemia do coronavírus. A primeira foi a da China, marcada para 19 de abril, que foi adiada ainda sem data. O GP da Austrália, que abriria a temporada no último dia 15, foi cancelado às vésperas de sua realização. Pouco depois foram adiados os GPs do Bahrein, marcado para 22 de março, e Vietnã, em 5 de abril. Com o adiamento dos GPs da Holanda, marcado para 3 de maio, e Espanha, 10 de maio, e o cancelamento da prova de Mônaco, que seria em 24 de maio, o calendário da Fórmula 1 está previsto para começar em 7 de junho, com o GP do Azerbaijão, em Baku.

A FIA decidiu antecipar de agosto para o fim de março e começo de abril as férias das equipes da F1. Assim, o calendário fica livre para uma possível remarcação das provas adiadas.