F1: Hamilton é punido e larga em último na sprint race do GP São Paulo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO - O inglês Lewis Hamilton recebeu uma punição da Federação Internacional do Automobilismo (FIA) e largará da última posição na "sprint race" do GP São Paulo de Fórmula 1, a partir das 16h30 deste sábado, no autódromo de Interlagos.

Os comissários de prova detectaram uma irregularidade na asa móvel da Mercedes do britânico após o treino de classificação da sexta-feira, quando ele cravou o melhor tempo.

Um artigo do regulamento da F1 estipula que a distância máxima entre os dois elementos da asa móvel durante o funcionamento do sistema de redução de arrasto (DRS) precisa ser de 85 milímetros.

Uma inspeção técnica realizada pela direção de prova comprovou que o dispositivo apresentou uma distância maior que a permitida.

Com isso, Hamilton perde a pole da corrida classificatória e vai para o fim da fila, deixando a posição para seu principal adversário, o holandês Max Verstappen, da Red Bull. A "sprint race" define a posição do grid da corrida principal, marcada para 14h de domingo.

Em uma investigação paralela, Verstappen, foi multado pela FIA em 50 mil euros (cerca de R$ 312 mil) por tocar na asa da Mercedes de Hamilton após a classificação, o que fere a regra do "parque fechado" em dias de prova na Fórmula 1.

O holandês tem 19 pontos de vantagem sobre Hamilton na classificação do Mundial de Pilotos. Além da grande vantagem na "sprint race", o piloto da Red Bull ainda verá seu adversário perder cinco posições no grid de largada de domingo, por trocar um dos componentes de seu motor durante a etapa de São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos