FAA publica alertas sobre impacto do 5G em aviões

·2 min de leitura
FAA publica alertas sobre impacto do 5G em aviões

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em ingês) começou a publicar avisos nesta quinta-feira que detalham a extensão do potencial impacto do novo serviço sem fio 5G nas aeronaves.

A FAA tem conversado com fabricantes de aviões, companhias aéreas e operadoras de telefonia móvel para reduzir o impacto do novo serviço, que deve começar a operar em 19 de janeiro. A instituição havia alertado que uma possível interferência pode afetar instrumentos sensíveis de aviões, como altímetros.

O órgão começou a publicar o que são conhecidos como 'Avisos para Missões Aéreas'. O documento diz que "aeronaves com altímetros não testados ou que precisam de adaptação ou substituição não poderão realizar pousos de baixa visibilidade onde o 5G for implantado".

Mais de 300 avisos foram postados até a 1h (horário local), incluindo muitos relacionados aos principais aeroportos e hospitais onde são usados ​​helicópteros médicos.

A FAA não respondeu a questionamento sobre quantos avisos no total deveriam ser publicados.

Muitos dos avisos dizem que certos procedimentos estão indisponíveis, a menos que a FAA aprove métodos alternativos "devido à interferência da banda C 5G". Outros trechos incluem detalhes de como as aproximações por instrumentos nos principais aeroportos são impactadas. A FAA determinou que certas aproximações guiadas por GPS continuarão sendo possíveis em determinados aeroportos como Miami e Phoenix.

A AT&T e a Verizon, vencedoras de praticamente todo o espectro de banda C do 5G em um leilão de 80 bilhões de dólares no ano passado, concordaram em 3 de janeiro com a implementação de 'zonas de proteção' em torno de 50 aeroportos para reduzir o risco de interferência.

As companhias também concordaram em adiar o início da operação do serviço duas semanas, evitando um impasse de segurança da aviação. A FAA disse na quarta-feira que "espera fornecer atualizações em breve sobre a porcentagem estimada de aeronaves comerciais equipadas com altímetros que poderão operar de forma confiável e precisa no ambiente de banda C do 5G.

(Reportagem de David Shepardson)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos