FAB expulsa sargento preso com 39 kg de cocaína em comitiva de Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
FAB expulsa sargento flagrado com cocaína - Foto: Getty Images
FAB expulsa sargento flagrado com cocaína - Foto: Getty Images
  • FAB expulsa o sargento Manoel da Silva Rodrigues três anos após escândalo

  • O militar foi flagrado com 39 kg de cocaína quando integrava comitiva do presidente Jair Bolsonaro

  • Ele já havia sido condenado a 14 anos de prisão pela Justiça Militar e mais seis pela Justiça da Espanha

A Força Aérea Brasileira (FAB) anunciou na última quinta-feira (12) a expulsão de um sargento flagrado com grande quantidade de drogas em uma comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Manoel da Silva Rodrigues foi detido com 39 kg de cocaína em junho de 2019, quando integrava a comitiva de Bolsonaro em passagem pela Espanha. Três anos depois, a “exclusão definitiva” foi informada pela FAB.

"A Força Aérea Brasileira reitera que atua para coibir irregularidades e que repudia condutas que não representam os valores, a dedicação e o trabalho do efetivo em prol do cumprimento de sua missão Institucional", afirmou em nota.

A unidade explicou que a demora na expulsão do sargento Rodrigues se deu porque ela só poderia ser confirmada após serem esgotadas todas as possibilidades de recurso.

"O tempo decorrido até a efetiva expulsão do sargento esteve condicionado ao cumprimento dos devidos trâmites administrativos de intimação do militar, que se encontra detido em outro país, desde a sua prisão em flagrante.”

O sargento foi condenado a 14 anos e seis meses de prisão pela Justiça Militar em fevereiro. Antes, em 2020, já havia pegado seis anos de prisão e sido obrigado a pagar multa de dois milhões de euros em decisão da Justiça da Espanha.

Droga foi apreendida em avião

Rodrigues integrava uma equipe de 21 militares que prestavam apoio à comitiva de Bolsonaro na reunião do G-20, no Japão.

A cocaína, porém, foi encontrada pela Guarda Civil da Espanha na bagagem do sargento dentro da aeronave da comitiva.

Diante da descoberta, a Polícia Federal deu início a uma extensa investigação de um esquema de tráfico internacional utilizando aviões da FAB.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos