Sem provas, ministro de Bolsonaro crítica Ipec e fala em fechamento do instituto

Fabio Faria, ministro das Comunicações, criticou o Ipec. Pesquisa do instituto mostra Bolsonaro em segundo lugar nas intenções de voto para presente AP Photo/Andre Penner
Fabio Faria, ministro das Comunicações, criticou o Ipec. Pesquisa do instituto mostra Bolsonaro em segundo lugar nas intenções de voto para presente AP Photo/Andre Penner

Fábio Faria, ministro das Comunicações de Jair Bolsonaro (PL), foi às redes sociais, nesta segunda-feira (19), para falar em "fechamento" do Ipec (Antigo Ibope), o instituto de pesquisas eleitorais, após novo levantamento apontar crescimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e chances de o petista vencer o pleito já no 1º turno.

O petista apareceu em nova pesquisa com 47% de intenções de voto, 16 pontos percentuais à frente de Bolsonaro com 31%.

Assim que a nova pesquisa foi divulgada pelo Ipec, o ministro das Comunicações, insinuou fraude e afirmou que, no dia 2 de outubro, data do primeiro turno da eleição, "a população vai cobrar o fechamento desse instituto".

Mesmo sem comprovar fraude nas pesquisas das intenções de votos, Faria seguiu reclamando dos resultados.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

"Chega desses absurdos com pesquisas eleitorais!!! A hora da verdade está chegando", disse o ministro.

Faria, com a publicação endossa a narrativa de Bolsonaro, que coloca em xeque não só o sistema eleitoral brasileiro, como a credibilidade dos institutos de pesquisa.

No entanto, pouco tempo depois, ao ser acusado de estar ameaçando o Ipec, Faria fez nova publicação, afirmando que, se estiver errado, não terá problema "em reconhecer o erro". "Mas cobrarei o contrário. Dia 02 está logo aí. Aguardemos", escreveu o ministro.

O deputado André Janones (Avante-MG), aliado de Lula, respondeu a postagem de Faria, insinuando que no próximo ano o ministro estaria vendendo cosméticos porta a porta.

"Povo Brasileiro, guardem o rosto desse cara, ano que vem ele poderá estar na porta da sua casa te oferecendo Jequiti", disse Janones. Fábio Faria é genro de Silvio Santos.

Em seguida o ministro das Comunicações, respondeu que será mais fácil encontrar o deputado Janones na "Argentina quando for conhecer o Macron". Se referindo a uma entrevista, onde Janones, então candidato à presidência, disse que Emmanuel Macron, presidente da França, era o presidente do país vizinho.