Faca em campo, morte de torcedor e briga com paus e pedras: relembre episódios violentos da Copinha

·3 min de leitura

A Copa São Paulo de Futebol Junior coleciona momentos de confusão entre torcedores, principalmente entre São Paulo, Palmeiras e Corinthians.

A última aconteceu neste sábado, na semifinal entre São Paulo x Palmeiras, quando um torcedor invadiu o campo com uma faca na Arena Barueri. Abaixo, alguns episódios violentos em jogos dos rivais na competição.

A mais marcante, no entanto, aconteceu em 20 de agosto de 1995, também entre São Paulo e Palmeiras. O episódio ficou conhecido como a "Guerra de 1995 no Pacaembu".

A comemoração do título do Palmeiras resultou em um dos confrontos mais violentos entre torcidas no país, com um morto e 102 feridos.

Como o estádio estava em reforma, paus e pedras encontrados no local foram usados para a briga dentro de campo. Uma cena medieval.

Leia também:

São Paulo x Corinthians - Semifinal Copinha 1992

Os rivais se enfrentaram no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo. Na ocasião, Rodrigo Gasperi, um torcedor do Corinthians, de 13 anos, morreu após ser atingido por uma bomba de fabricação caseira.

Na época, a polícia chegou a prender um suspeito, membro de uma torcida do São Paulo. Sem provas, entretanto, ele acabou solto pela polícia, que não conseguiu encontrar depois um culpado pela morte de Gasperi.

Rodrigo foi a primeira vítima fatal de que se tem notícia em consequência de conflitos dentro de um estádio no Brasil. Sua morte provocou algumas mudanças nos estádios. Entre elas, a proibição de uso de bandeiras com mastros em São Paulo.

São Paulo x Palmeiras - Supercopa de Futebol Junior 1995

São Paulo e Palmeiras se enfrentaram pela final da Supercopa de Futebol Júnior, torneio que reunia os campeões e vices da Copinha.

O confronto entre os rivais foi decidido na chamada 'morte súbita', quando Rogério marcou o gol que deu o título ao Palmeiras. A torcida do Palmeiras invadiu o gramado para comemorar e começou a provocar os são-paulinos, que quebraram o alambrado e adentraram ao gramado.

O Pacaembu, naquela época, estava em reformas. Sendo assim, paus e pedras utilizados nas obras, serviram de instrumentos para a briga. A partir daí o gramado do Pacaembu virou cenário de guerra medieval. O efetivo policial era reduzido por ser um jogo de juniores.

Foram cerca de 102 feridos e um morto. Uma das cenas mais impactantes é quando um torcedor recebe pauladas na cabeça e sai cambaleando até desabar no alambrado. Marcio Gasparin da Silva, de 16 anos, torcedor do São Paulo, foi atingido diversas vezes na cabeça e não resistiu.

Um torcedor do Palmeiras, Adalberto Benedito dos Santos foi responsabilizado pelo assassinato de Márcio. Em 1998, três anos após o confronto, Adalberto foi julgado e condenado a 12 anos de prisão pela morte de Márcio. Cumpriu aproximadamente quatro em reclusão, e conseguiu progressão para o regime semi-aberto.

São Paulo x Palmeiras - Semifinal Copinha 2022

Mesmo com torcida única e cobrança de ingresso, o clássico entre São Paulo e Palmeiras pela semifinal da Copa São Paulo de juniores, neste último sábado, na Arena Barueri, apresentou um triste episódio no final.

Com a vitória por 1 a 0 do Palmeiras quase que consolidada, dois torcedores tricolores invadiram o gramado. Um deles estava armado com uma faca

O incidente ocorreu por volta dos 50 minutos de jogo. Sem nenhum tipo de proteção, os dois torcedores tentaram agredir os jogadores palmeirenses, arremessaram a arma branca em direção aos atletas e acabaram contidos pelos próprios atletas do Tricolor.

O jogo ficou paralisado por seis minutos e depois foi reiniciado. Durante esse momento, os seguranças do Palmeiras tentaram entrar no gramado, mas foram contidos por fiscais da Federação Paulista de Futebol. O Palmeiras venceu por 1 a 0 e se classificou para a final da competição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos