Facebook anuncia pop-up informativo e punição para perfis que compartilham desinformação com frequência; entenda

·1 minuto de leitura

O Facebook anunciou nesta quarta-feira novas medidas contra a desinformação em sua plataforma. As ações miram páginas e perfis pessoais que compartilham com frequência conteúdos falsos checados por agências de verificação parceiras do Facebook.

Uma das mudanças é que a rede social passará a exibir um pop-up, quando um usuário curtir uma página que frequentemente compartilha desinformação checada por agências de verificação parceiras do Facebook, com informações sobre o programa de verificação de fatos da plataforma. A ideia é fornecer mais contexto sobre as páginas que compartilham afirmações falsas quando o usuário curti-las.

A regra sobre o pop-up não se aplica a políticos. A plataforma tem diretrizes diferentes para esses usuários e permite, por exemplo, que façam alegações falsas em discursos diretos, sob a justificativa de que busca respeitar a liberdade de expressão, desde que não descumpram políticas da plataforma como a publicação de conteúdos com nudez ou violentos.

Outra medida anunciada nesta quarta-feira é a redução da distribuição de todas as publicações de contas individuais que compartilharem com frequência conteúdo falso. O algoritmo do Facebook já reduzia o alcance de postagens falsas, mas agora a medida valerá para todas as publicações do perfil, que aparecerá consequentemente menos no feed. Medidas semelhantes já valiam para páginas, grupos, contas do Instagram e domínios que compartilham desinformação.

O Facebook também informou que reforçará a notificação sobre conteúdos verificados, o que inclui o artigo do verificador de fatos desmentindo a alegação e uma solicitação para compartilhar o artigo com seus seguidores. Também haverá um aviso de que as publicações de pessoas que compartilham informações falsas com frequência podem ter alcance reduzido no feed de notícias da rede.