Facebook instruiu gestores a demitir funcionários de menor desempenho para cortar custos

O Facebook, que pertence à empresa Meta, tem orientado seus gerentes de engenharia a identificar e demitir seus funcionários de menor desempenho, conforme mostra um documento interno vazado para a imprensa e publicado pelo "The Washington Post". De acordo com o jornal americano, a medida da empresa visa cortar custos em um momento de desaceleração econômica no setor de tecnologia.

Desvalorização: Ações do Facebook desabam 26% e empresa perde US$ 251,3 bilhões em valor de mercado

Meta: Dona de Facebook e Instagram é alvo de oito ações nos EUA por danos mentais a jovens

A publicação teve acesso a um memorando enviado pelo chefe de engenharia do Facebook, Maher Saba, no qual solicita aos gerentes de sua equipe a identificação de qualquer pessoa que "precise de suporte". Em seguida, esse funcionário deveria ser denunciado a um sistema interno de recursos humanos até às 17h desta segunda-feira.

"Se um subordinado direto não está se esforçando ou tem baixo desempenho, eles não são quem nós precisamos; eles estão falhando com esta empresa", escreveu Saba. "Como gerente, você não pode permitir que alguém seja neutro ou negativo para o Meta".

Poliamor: defensores do relacionamento aberto pedem para Facebook ser mais inclusivo

Segundo o jornal, esta é apenas uma das mensagens enviadas por executivos do Facebook alertando sobre a necessidade de cortar custos. Conforme a publicação, a empresa de mídia social enfrenta estagnação em seu modelo de negócio de publicidade digital.

O temor dos funcionários é que essas mensagens sejam o prenúncio de um "plano de melhoria de desempenho" que, posteriormente, resulte em demissões em massa.

Em outubro do ano passado, o Facebook foi renomeado para Meta. O nome remete ao metaverso, nova obsessão do CEO Mark Zuckerberg e do Vale do Silício. Mas apesar da mudança, o preço das ações da empresa caiu quase 52% desde o início do ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos